Publicidade

Estado de Minas SALÁRIOS

Vereadores, secretários, prefeito e vice terão salários até 80% mais altos em Congonhal

Presidente da Câmara da cidade no Sul de Minas alega que o reajuste é preciso porque o Executivo municipal está com dificuldades para contratar médicos, já que ninguém pode receber salário acima do teto do prefeito


01/08/2020 07:00 - atualizado 01/08/2020 07:29

Madson Gomes
Portal Terra do Mandu

(foto: Adriano Parabólica/Reprodução/Facebook)
(foto: Adriano Parabólica/Reprodução/Facebook)
 
Os vereadores de Congonhal, no Sul de Minas, aprovaram aumento de até 80% nos salários deles e prefeito e vice e secretários para vigorar a partir de 2021, durante a nova Legislatura. Os vencimentos dos parlamentares receberam o maior percentual de reajuste, passando de R$ 1.108 para R$ 2 mil, acréscimo de 80%. Já o reajuste dos secretários municipais ficou em 77%, de R$ 2.100,00 para R$ 3.700,00. Já a remuneração do prefeito e do vice teve majoração de 47%, passando de R$ 8.200 para R$ 12 mil e R$ 2.730 para R$ 4 mil, respectivamente.

A proposta foi aprovada por unanimidade pelos nove vereadores e já foi sancionada pelo prefeito Rubens Vilela (Lei Ordinária nº 1.481). A sessão foi realizada em 23 de junho, por uma grupo de WhatsApp. Devido à pandemia da COVID-19 não estão sendo realizadas as reuniões presenciais.

O presidente da Câmara, Moisés Ferreira Vaz, alegou que era preciso votar a alteração no subsídio do prefeito porque o Executivo municipal está com dificuldades para contratar médicos, já que ninguém pode receber salário acima do teto do prefeito. “Tivemos problema no final do ano passado com médicos deixando de trabalhar no município porque não podem receber acima do salário do prefeito, que estava em torno de R$ 8 mil e com desconto caía para cerca de R$ 7 mil”, afirmou o vereador.

Da mesma forma, diz o presidente do Legislativo: “Hoje não se consegue contratar um secretário de Saúde com formação técnica porque não tem salário suficiente, que está em R$ 2.100”. Já quanto ao salário dos vereadores é o tempo sem aumento mesmo. Segundo a Câmara, a última votação de reajuste nos subsídios dos vereadores foi há 14 anos, em 2006. Já os salários do prefeito e do vice receberam um aumento em 2012.




receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade