Publicidade

Estado de Minas CORONAVÍRUS

Aos 70 anos, Guedes deve passar pelo quarto teste para COVID-19

Ministro da Economia era um dos presentes na cerimônia de posse do novo titular da Educação, Milton Ribeiro, que anunciou nesta segunda-feira ter contraído a doença


20/07/2020 18:37 - atualizado 20/07/2020 19:17

Paulo Guedes deve fazer quarto teste para coronavírus(foto: Agência Brasil/Reprodução)
Paulo Guedes deve fazer quarto teste para coronavírus (foto: Agência Brasil/Reprodução)
Depois que o novo ministro da Educação, Milton Ribeiro, anunciou que testou positivo para COVID-19o ministro da Economia, Paulo Guedes, deve fazer o quarto teste para o novo coronavírus. Ele era um dos ministros presentes na cerimônia de posse de Ribeiro, que aconteceu na última quinta-feira (16). O ministro, que tem 70 anos, já testou negativo em outras três ocasiões.
Na última quinta-feira, Guedes esteve presente na posse do novo ministro da Educação, Milton Ribeiro. O pastor confirmou no início da tarde desta segunda-feira (20) que foi contaminado pelo coronavírus. O ministro da Economia deve repetir a testagem. Para discursar, Ribeiro retirou a máscara.  
  
Em março, logo após o secretário de Comunicação Social da Presidência, Fábio Wanjgarten, anunciar contaminação, Guedes fez a testagem. Na época, a assessoria de imprensa do Ministério da Economia divulgou que o resultado deu negativo.

O ministro também fez o exame quando o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) teve resultado positivo para COVID-19. Guedes esteve com Bolsonaro ao menos sete vezes nos 14 dias que antecederam o anúncio do Planalto, ou seja, o período máximo de incubação do novo coronavírus.

Na última quarta-feira (15), Guedes repetiu a testagem. “O Ministério da Economia informa que o exame para a COVID-19 do ministro Paulo Guedes teve resultado negativo. Esse foi o segundo teste feito pelo ministro em menos de duas semanas para a confirmação do resultado após reuniões com pessoas que testaram positivo para a doença”, diz nota do ministério emitida na ocasião.

Desde o início da pandemia, o ministro tem evitado compromissos presenciais e dá preferência a reuniões por videoconferência, inclusive com seus secretários e assessores. Isso porque, por ter 70 anos, ele faz parte do grupo de risco da doença. As exceções eram os compromissos com o presidente e, mais recentemente, reuniões com parlamentares, ocasiões em que Guedes costuma ser visto usando máscara.

Procurado pelo Estado de Minas, o ministério da Economia não se posicionou. 
  
*Estagiária sob supervisão da editora-assistente Vera Schmitz


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade