UAI
Publicidade

Estado de Minas POLÊMICA

Regina Duarte canta 'marchinha da ditadura', minimiza mortes e afirma: 'Sempre houve tortura'

Secretária Especial da Cultura disse que pasta 'não tem partido' e chegou a dar risada ao falar dos óbitos no período do regime militar


postado em 07/05/2020 20:29 / atualizado em 07/05/2020 21:06

(foto: Reprodução/CNN Brasil)
(foto: Reprodução/CNN Brasil)
A entrevista da secretária especial de Cultura, Regina Duarte, à CNN Brasil, rendeu bastante polêmica nesta quinta-feira (7). Antes dela abandonar a conversa ao vivo, a atriz opinou sobre a ditadura militar, cantando a marchinha ‘Pra Frente Brasil’, que foi símbolo naquela época, e chegou a dar risada ao falar sobre os óbitos originados pelo regime.

Regina declarou que se opõe à cobrança sobre o que ocorreu nos anos 60 durante o regime militar, marcado pela censura, perseguição a adversários políticos, prisões arbitrárias, tortura e mortes de opositores. A secretária especial de Cultura chegou até a cantar a marchinha ‘Pra Frente Brasil’, música que marcou a ditadura, durante a entrevista.

“Não era gostoso cantar isso?”, perguntou a atriz.

Regina reconheceu que houve muitas mortes durante a ditadura militar, mas minimizou os óbitos, inclusive, dando risada.

“Foi um período muito difícil, né? Tem muita história, muita gente morreu na ditadura, essa é a questão”. Em tom de risada, a secretária acrescentou: “Na humanidade, não para de morrer. Se você fala 'vida', do lado tem morte. Sempre houve tortura. Stalin, Hitler, quantas mortes... não quero arrastar um cemitério de mortes nas minhas costas”, afirmou.

Durante a entrevista, Regina disse que a pasta da Cultura está acima de ideologias. “Pessoal de cultura não tem partido. Eu acho essa coisa de esquerda e direita estão abaixo do patamar da cultura. Tem que olhar pra frente, ser construtivo, amar o país”, concluiu.

A entrevista de Regina Duarte à CNN Brasil terminou em confusão. Isso porque a secretária especial de Cultura não gostou da emissora ter veiculado um vídeo da também atriz Maitê Proença em tom de cobrança ao governo.

Por causa da entrevista polêmica, o nome de Regina Duarte está entre os assuntos mais comentados no Twitter na noite desta quinta, no Brasil. Vários internautas repercutiram o comportamento da atriz.
 

 


Após a confusão durante a entrevista de Regina Duarte, a CNN Brasil divulgou uma nota lamentando o episódio. Veja na íntegra:

A CNN esclarece que Regina Duarte interrompeu a entrevista exclusiva concedida ao âncora Daniel Adjuto no final da tarde de hoje, no programa CNN 360º. A interrupção aconteceu quando foi exibido um depoimento da atriz Maitê Proença, solicitado pela emissora no início da tarde de hoje, para debater as questões do setor cultural no Brasil. A secretária entendeu que o vídeo de Maitê se tratava de uma gravação antiga e decidiu encerrar sua participação. A CNN lamenta o episódio e reafirma seu compromisso de sempre ouvir todos os lados para informar melhor o país.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade