Publicidade

Estado de Minas

Em dia de denúncia sobre filho, Bolsonaro lembra apoio a Moro

Segundo o site The Intercept, Flávio Bolsonaro é acusado de construir e lucrar com prédios erguidos pela milícia com dinheiro público


postado em 25/04/2020 10:53 / atualizado em 25/04/2020 12:24



O presidente da República, Jair Bolsonaro, postou no Twitter, na manhã deste sábado, 25, uma foto em que aparece abraçando o ex-ministro Sérgio Moro. Na imagem, um texto destaca o apoio do presidente no período em que o site jornalístico The Intercept fazia denúncias contra Moro.

Batizada de "VazaJato", a reportagem mostrada pela publicação exibiu à época várias mensagens trocadas entre o então juiz Moro e a equipe que investigava a Operação Lava Jato.

"A VazaJato começou em junho de 2019. Foram vazamentos sistemáticos de conversas de Sérgio Moro com membros do MPF (Ministério Público Federal). Buscavam anular processos e acabar com a reputação do ex-juiz. Em julho, PT e PDT pediram prisão dele. Em setembro, cobravam o STF. Bolsonaro, no desfile do dia 7, fez isso:", diz o texto, publicado em cima da foto do abraço. Nela, Bolsonaro usa a faixa presidencial.

Denúncia sobre Flávio Bolsonaro

Jair Bolsonaro e Flávio Bolsonaro(foto: Reprodução da internet/Facebook/Flávio Bolsonaro)
Jair Bolsonaro e Flávio Bolsonaro (foto: Reprodução da internet/Facebook/Flávio Bolsonaro)

A postagem atinge tanto Moro, que anunciou na sexta-feira, 24, sua demissão fazendo denúncias contra Bolsonaro - mostrando o que poderia ser lido como uma eventual ingratidão -, quanto o site The Intercept, que publica neste sábado detalhes da investigação do Ministério Público do Rio de Janeiro contra o senador Flávio Bolsonaro, filho do presidente da República.

Na reportagem do site The Intercept, Flávio Bolsonaro é acusado de construir e lucrar com prédios erguidos pela milícia com dinheiro público.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade