Publicidade

Estado de Minas

Kalil diz que problemas da Amazônia aumentaram com declarações de Bolsonaro

Prefeito entendeu que assunto precisa ser tratado de maneira rigorosa com apoio do Exército e da Polícia Federal. Ele também disse que Brasil precisa do apoio financeiro do exterior para manter as ações em favor da Amazônia


postado em 24/08/2019 13:22 / atualizado em 24/08/2019 15:01

Prefeito visitou campo do cigano, na Região de Venda Nova, e comentou que queimadas da Amazônia precisam ser tratadas com rigor dentro do gabinete presidencial(foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A PRESS)
Prefeito visitou campo do cigano, na Região de Venda Nova, e comentou que queimadas da Amazônia precisam ser tratadas com rigor dentro do gabinete presidencial (foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A PRESS)
O prefeito Alexandre Kalil avaliou na manhã deste sábado que os problemas de queimadas envolvendo a Amazônia foram potencializados a partir das declarações dadas pelo presidente Jair Bolsonaro. Kalil disse que o assunto é sério e precisa ser tratado com apoio do Exército e da Polícia Federal dentro do gabinete do presidente para que as soluções sejam desenvolvidas.

"Eu acho que o problema da Amazônia foi aumentado pelas entrevistas do presidente da República. Acho que é o momento de se falar menos, de colocar o Exército para trabalhar para que se dê uma resposta para o exterior, não porque o Brasil é independente, ou o maior do mundo porque não é. É um país de terceiro mundo, um país pobre, que precisa de dinheiro da Noruega e da Alemanha sim", disse o prefeito de BH durante visita ao campo do cigano, no Bairro Lagoa, na Região de Venda Nova, que foi revitalizado pela prefeitura ao custo de R$ 410 mil.

Kalil conferiu de perto toda a reforma que foi feita não só no campo, mas também em seu entorno, acompanhado da presidente da Câmara Municipal de BH, vereadora Nely Aquino, e de gestores da prefeitura. "Isso aqui era um lixão e hoje está aqui essa coisa bonita. Não é a melhor do mundo, mas está muito arrumado e dá gosto de ver", afirmou o prefeito.

O campo foi revitalizado e ganhou alambrado em todo seu perímetro. O entorno também foi todo refeito, inclusive com a construção de uma ponte ligando os dois lados do córrego que corta o bairro e dificultava o acesso de crianças à escola da região.


Publicidade