Publicidade

Estado de Minas

Comissão do Congresso impõe derrota a Moro ao transferir Coaf para Ministério da Economia

A votação na comissão Mista do Congresso aconteceu na manhã desta quinta-feira (9) e contraria defesa de Moro de manter Coaf sob seu comando para combate à corrupção no país


postado em 09/05/2019 11:05 / atualizado em 09/05/2019 11:55

Ministro Sérgio Moro teve a garantia do presidente Jair Bolsonaro de que o Coaf seria mantido em seu ministério, o que foi garantido no texto da medida provisória. Porém, congressistas apresentaram destaque com a mudança para o Ministério da Economia(foto: Leandro Couri/EM/D.A Press)
Ministro Sérgio Moro teve a garantia do presidente Jair Bolsonaro de que o Coaf seria mantido em seu ministério, o que foi garantido no texto da medida provisória. Porém, congressistas apresentaram destaque com a mudança para o Ministério da Economia (foto: Leandro Couri/EM/D.A Press)

A comissão mista que analisa a medida provisória que reorganiza a estrutura ministerial do governo federeal votou,  na manhã desta quinta-feira, o relatório do senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE).

Entre as mudanças  aprovadas, por um placar de 14 votos a 11, a comissão do Congresso  aprovou a transferência do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) para o Ministério da Economia.

O senador Antonio Anastasia (PSDB/MG) comentou a votação, em sua conta no twitter, afirmando que não concorda com a decisão e votou contrário à transferência.


Essa aprovação, se confirmada no plenário da Câmara dos Deputados e do Senado, representará uma derrota para o Ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, que tem defendido a permanência do Coaf sob seu comando como ferramenta para combater a corrupção no país.

 

Até o ano passado, o Coaf pertencia à estrutura do Ministério da Economia, e foi transferido para o comando de Moro por determinação do presidente Jair Bolsonaro (PSL), que voltou atrás na decisão, após protestos dos parlamentares da base aliada e da oposição.

Parlamentares do Centrão e da oposição se juntaram para tirar o Coaf das mãos de Moro e se articularam para impor a derrota ao governo.

Assinaram o requerimento que devolve o órgão para o Ministério da Economia líderes de PT, PRB, PTB, PP, MDB, Pode, PSC, DEM, PR, Solidariedade e Patriotas.

 

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade