Publicidade

Estado de Minas

Em vídeo, Jean Wyllys critica Bolsonaro por comentários sobre turismo gay

Durante encontro com jornalistas, o presidente disse que o 'Brasil não pode ser um país do mundo gay'. Posicionamento irritou diversos internautas nas redes sociais


postado em 26/04/2019 20:26

Wyllys diz que afirmações como essas só mostram o quanto Bolsonaro é 'machista'(foto: José Cruz/Agência Brasil )
Wyllys diz que afirmações como essas só mostram o quanto Bolsonaro é 'machista' (foto: José Cruz/Agência Brasil )
Após Bolsonaro comentar durante café da manhã com jornalistas, na quinta-feira (25/4), que "o Brasil não pode ser reconhecido como um país de turismo e de mundo gay", o ex-deputado federal Jean Wyllys foi até as redes sociais se posicionar contra as declarações do presidente.
 
"O pai de família não está preocupado com o crescimento da inflação, do desemprego e do número de miseráveis no Brasil após sua eleição. Sua preocupação é com o turismo gay...", criticou.
 
Em vídeo, Wyllys diz que afirmações como essas só mostram o quanto Bolsonaro é "machista, homofóbico e misógino". Ainda atacou os demais líderes da extrema-direita que se autodesignam "homens do lar". "Eles gostam de evocar para si mesmos, a figura de pais de família, que vão por ordem na casa colocando mulheres, gays e crianças em seus devidos lugares. Mesmos estando em seus segundos casamentos ou tendo filhos fora da relação extraconjugal, esses sujeitos gostam de falar em nome da família", destaca. 
 
O professor, jornalista e escritor também argumentou que o chefe do Executivo "tornou o Brasil uma zona franca de exploração sexual de mulheres", referindo-se a fala de Bolsonaro, em que emitiu no mesmo encontro, que qualquer um poderia ficar à vontade e vir ao país transar com uma mulher.
 
Veja o vídeo: 
 
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade