Publicidade

Estado de Minas

Carrapatos 'invadem' Cidade Administrativa por falta de manutenção do governo Zema

O aumento dos parasitas foi denunciado por deputado estadual, que pede intervenção de saúde pública no local


postado em 24/04/2019 11:12 / atualizado em 24/04/2019 13:23

Cidade Administrativa, no Bairro Serra Verde, Região de Venda Nova(foto: Paulo Filgueiras / EM / D.A. Press)
Cidade Administrativa, no Bairro Serra Verde, Região de Venda Nova (foto: Paulo Filgueiras / EM / D.A. Press)

“Aqui no Brasil, e em Minas, o carrapato ficou maior que a vaca”. A frase usada em debates eleitorais durante a campanha pelo então candidato ao governo de Minas, o hoje governador Romeu Zema (NOVO), ganhou ares proféticos na Cidade Administrativa. Depois da eleição, a presença do parasita cresceu e a própria administração admitiu, nesta quarta-feira (24), que um dos motivos foi o cancelamento de um contrato de manutenção dos jardins do espaço, que foi construído sobre um pântano no Bairro Serra Verde, Região de Venda Nova.

De acordo com a Secretaria de Planejamento e Gestão, “é de conhecimento do governo que a área está sujeita à infestação, já que é habitat de capivaras, seus hospedeiros naturais”.

No local, placas avisam sobre a possível presença dos carrapatos(foto: Divulgação / Alencar da Silveira)
No local, placas avisam sobre a possível presença dos carrapatos (foto: Divulgação / Alencar da Silveira)
A denúncia de infestação dos carrapatos foi feita pelo deputado Alencar da Silveira JR. (PDT), que pediu uma intervenção das autoridades de saúde pública no local. “Já fiz uma notificação ao governo e requerimento pedindo providência. Temos o problema da dengue em Minas e do carrapato na Cidade Administrativa, o que é um absurdo, fruto de desleixo. A Cidade Administrativa sempre foi bem cuidada, é um cartão postal e agora o pessoal que vem do interior está vendo um matagal”, disse.

Dinheiro para cortar mato


Segundo o parlamentar, o governador estaria sendo “feito de bobo”, já que a vista da janela dele é para um local que foi capinado, enquanto outras áreas estão sem o cuidado devido. Alencar ironizou uma medida de economia anunciada por Zema nas redes sociais. “O dinheiro que diz que economizou no corte de elevador devia ter pelo menos mandado para cortar o mato.”

 Em nota, a Seplag informou que, “considerando a situação orçamentária financeira do Estado” optou por não firmar contrato de manutenção do jardim da Cidade Administrativa, orçado em aproximadamente em R$ 2,5 milhões anuais. “Para a realização dos serviços de poda, roçagem e capina estão sendo firmadas parcerias junto a outros órgãos e entidades”. A secretaria garantiu ainda que “toda a área de estacionamento, e parte das áreas de jardim, já foram roçadas e capinadas”.
Segundo a Seplag, a infestação se dá pela presença das capivaras na sede administrativa(foto: Paulo Filgueiras / EM / D.A. Press)
Segundo a Seplag, a infestação se dá pela presença das capivaras na sede administrativa (foto: Paulo Filgueiras / EM / D.A. Press)

Sobre a presença dos carrapatos, que causam doenças que podem levar até a morte, como a febre maculosa, a Seplag disse usar a sinalização como medida preventiva. “A área está sinalizada quanto aos riscos. Atenta, a Seplag tem acompanhando e buscado soluções para o problema em parceria com os órgãos competentes”.

A fala de Romeu Zema sobre os carrapatos nos últimos debates eleitorais de que participou no ano passado foi uma metáfora que se referia ao tamanho do estado, segundo ele. De acordo com Zema, carrapato seria o governo que 'cada vez suga mais de nós'.


Publicidade