Publicidade

Estado de Minas

Zema nomeia Dante de Matos presidente da Codemig


postado em 08/03/2019 19:23

(foto: Marco Evangelista/Imprensa MG)
(foto: Marco Evangelista/Imprensa MG)
O governador Romeu Zema (Novo) nomeou nesta sexta-feira (8) o engenheiro naval Dante de Matos para a presidência da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (Codemig).

A empresa pública responsável por viabilizar investimentos no estado é dona da maior jazida de nióbio do mundo, que fica em Araxá, e nos últimos anos foi alvo de polêmica na Assembleia após o governo de Fernando Pimentel (PT) apresentar projeto para desmembrar a empresa e vender parte para a iniciativa privada.

De acordo com o governo estadual a escolha de Dante de Matos foi feita a partir de um processo seletivo criterioso, seguindo os mesmos critérios das demais indicações para o secretariado.

Na semana passada, no entanto, um comunicado circulou entre os funcionários da empresa dizendo que o indicado por Zema seria o ex-executivo da mineradora Samarco, José Tadeu de Moraes, o que gerou muitas críticas ao governador.

Moraes foi presidente da mineradora até 2011, deixando o cargo quatro anos antes do rompimento da barragem do Fundão, em Mariana. Porém, o Ministério Público apontou que a barragem apresentava problemas desde 2007 – quando o executivo ainda estava à frente da empresa – e não foram tomadas medidas para evitar a tragédia que deixou 19 mortos e um enorme desastre ambiental.

O governo de Minas informou que o nome de Moraes não foi oficializado em nenhum momento para presidir a empresa. O novo presidente da Codemig é graduado em Engenharia Naval pela Universidade de São Paulo (USP), com especializações pela Fundação Dom Cabral e pelo Instituto Europeu de Administração de Empresas, da França.

“Além de atuações em empresas brasileiras, Matos participou de conselhos administrativos e ocupou cargos gerenciais em organizações dos Estados Unidos, África do Sul, Chile, Inglaterra e Alemanha, o que inclui experiências em reconstituição financeira e reestruturação organizacional de grupos de grande porte”, diz a nota do governo de Minas.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade