Publicidade

Estado de Minas

Em dois meses de governo, Zema não conseguiu formar base na ALMG

Deputados cobram interlocução com o Legislativo e mais agilidade na nomeação de indicados para cargos comissionados


postado em 07/03/2019 11:42 / atualizado em 07/03/2019 12:40

Zema ainda não conseguiu consolidar sua base na ALMG(foto: Edésio Ferreira / EM / D.A. Press)
Zema ainda não conseguiu consolidar sua base na ALMG (foto: Edésio Ferreira / EM / D.A. Press)

Entrando no terceiro mês à frente do governo de Minas, o governador Romeu Zema (NOVO) ainda não tem uma base consolidada na Assembleia Legislativa. A avaliação é do próprio líder do bloco governista, deputado estadual Gustavo Valadares (PSDB), que cobrou nesta quinta-feira (7) um esforço maior por parte do chefe do Executivo – que anunciou a volta ao trabalho com sua foto tomando café, pelas redes sociais – para se aproximar dos parlamentares.

“É preciso que o governador inicie uma interlocução com a Assembleia, coisa que até hoje não aconteceu. Teve uma reunião com nosso bloco, de 21 deputados, com os outros 56 ainda não houve contato. Existe hoje uma distância muito grande do chefe do Executivo com o Legislativo, o que é muito ruim para todos”, disse Valadares.

Zema postou foto tomando café na Cidade Administrativa(foto: Reprodução)
Zema postou foto tomando café na Cidade Administrativa (foto: Reprodução)
 O líder do bloco da base disse que vem alertando o governo e que já teve conversas com o secretário de governo e correligionário, Custódio Mattos, e com o vice-governador Paulo Brant sobre o assunto. “Tenho alertado muito mas é necessário um empenho maior, senão as coisas vão caminhar com mais dificuldade na Casa”, disse.

Demora na nomeação para os cargos


Nos bastidores, os parlamentares tem reclamado da demora nas nomeações dos indicados nas superintendências regionais de educação. Em reunião no mês passado, o governo Zema informou que os parlamentares poderiam “ajudar” na escolha dos ocupantes dos cargos comissionados por meio de processo seletivo.

Ocorre que a previsão dada para os deputados foi para que isso só ocorra em maio, o que foi considerado tardio pelo grupo.

Os parlamentares também já cobraram publicamente mais explicações sobre a reforma administrativa enviada à Casa. Até então, Zema não se reuniu nem com o presidente da Assembleia, deputado Agostinho Patrus (PV). A previsão é que a equipe técnica do Executivo vá ao Legislativo na semana que vem para dar explicações sobre os projetos.

Reuniões


Nesta quinta-feira, depois de passar o carnaval em Araxá, Zema anunciou o retorno pelas redes sociais. "Café, pão trabalho. #voltei", postou, com uma foto sua em frente a um computador.

O líder do governo, deputado Luiz Humberto Carneiro (PSDB), afirmou acreditar que a relação vá melhorar com as reuniões agendadas para a semana que vem para tratar da reforma. Ele também afirmou que está pedindo ara que as nomeações dos apadrinhados políticos seja acelerada.

“É uma reivindicação dos parlamentares e acredito que devemos acelerar as nomeações, até porque o ano letivo já começou e os quadros não podem ficar como estão”, disse.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade