Publicidade

Estado de Minas

'Situação financeira não permite fazer diferente', diz Zema sobre pagamento dos servidores

Governador participou nesta manhã da cerimônia de transmissão de comando da Polícia Militar de Minas Gerais


postado em 17/01/2019 13:38 / atualizado em 17/01/2019 20:28

(foto: Edésio Ferreira/EM/D.A Press )
(foto: Edésio Ferreira/EM/D.A Press )

O governador Romeu Zema (NOVO) participou, na manhã desta quinta-feira, da cerimônia de transmissão de comando da Polícia Militar de Minas Gerais, Giovanne Gomes da Silva, no Bairro Prado, Região Oeste de BH. Com relação ao pagamento do funcionalismo público, Zema disse que compreende a apreensão dos servidores no que se refere aos salários, mas a situação financeira não permite fazer diferente.

O governador explicou que nesses 15 dias de governo está levantando a situação financeira e contábil do estado para que possa propor algo possível "de forma transparente". Disse que pessoalmente vem evitando qualquer gasto e que nenhum discurso é melhor que um bom exemplo. Ele prometeu boas notícias em breve para a corporação.


Nesta quarta-feira, depois de demitir servidores não concursados em massa, o governador voltou a chamar para a administração pública mais 382 funcionários exonerados no dia em que tomou posse. Com isso, servidores os comissionados reconduzidos chegam a 1.250. O número representa quase um quarto (21%) dos 6 mil excluídos dos quadros do Executivo com a troca de comando no estado.

De acordo com o governo de Minas, o trabalho será concluído “nos próximos dias” e haverá também remanejamento de efetivos para atender a órgãos que não contam com concursados.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade