Publicidade

Estado de Minas

''Guru'' de Bolsonaro, Olavo de Carvalho chama parlamentares do PSL de semianalfabetos e caipiras

O escritor usou conta em redes sociais para criticar senadores e deputados que foram à China e, também, a vinda da CNN para o Brasil


postado em 17/01/2019 09:25 / atualizado em 17/01/2019 19:58


O filósofo e escritor Olavo de Carvalho usou a sua conta pessoal no Twitter para chamar de 'semianalfabetos' e 'caipiras' um grupo de parlamentares do PSL que foi à China buscar subsídios para um projeto de lei que obriga aeroportos do Brasil a implantar sistema de reconhecimento de face.
Grupo de parlamentares e assessores que foram à China(foto: Reprodução/Facebook)
Grupo de parlamentares e assessores que foram à China (foto: Reprodução/Facebook)

Conhecido como guru do presidente Jair Bolsonaro (PSL), Carvalho também desdenhou do título, no vídeo postado no Twitter. "Tem uma turma dizendo que sou guru do governo Bolsonaro. Se eu fosse, certas coisas não estariam acontecendo", afirmou.

Participam da viagem à China a senadora eleita Soraya Thronicke, os deputados eleitos Carla Zambelli, Daniel Silveira, Tio Trutis, Felício Laterça,  Bibo Nunes, Charlles Evangelista, Marcelo Freitas, Sargento Gurgel e Aline Sleutjes, a deputada estadual Delegada Sheila (PSL-MG), todos do PSL, e Luís Miranda, do DEM.

Para Carvalho, implantar o sistema de reconhecimento de face nos aeroportos é entregar ao governo chinês "as informações de todo mundo que mora no Brasil, inclusive de alguns dos refugiados chineses". Ele acrescentou ainda que os refugiados chineses no Brasil "podem se considerar mortos", caso o sistema de reconhecmento por face seja implantado.

CNN

Carvalho, que mora nos  Estados Unidos, também criticou a a futura sucursal da rede de TV norte-americana CNN no Brasil.

(foto: Reprodução/Youtube)
(foto: Reprodução/Youtube)

De acordo com ele, a mídia nacional é toda ela contrária ao governo Bolsonaro, além de ligada a organizações criminosas.

"Não basta isso e vem a CNN para contratar 400 jornalistas e o governo permite isso daí e eu sou o guru dessa porcaria, não sou guru de merda nenhuma. Se fosse, as pessoas não teriam coragem de sequer apresentar essas ideias", afirmou.


Publicidade