Publicidade

Estado de Minas

Equipe de Zema recebeu mais de 2.400 inscritos para programa de voluntários

Primeiros selecionados já começam a atuar na próxima segunda-feira


postado em 16/11/2018 18:27 / atualizado em 17/11/2018 08:03

(foto: Edesio Ferreira/EM/D.A Press)
(foto: Edesio Ferreira/EM/D.A Press)

 A equipe de transição do governo de Romeu Zema (Novo) recebeu mais de 2.410 inscritos para integrar o programa de voluntariado desenvolvido para fazer o diagnóstico da situação de Minas. Ao todo, profissionais de 208 cidades de 15 estados encaminharam currículos.

Na próxima segunda-feira os 40 primeiros selecionados já começarão a trabalhar em papeis de lideranças em diversas áreas. No mesmo dia, os órgãos da atual administração vão entregar todas as informações solicitadas pelo pessoal da nova gestão que assume o governo de Minas em janeiro.


“A resposta foi surpreendente e superou a expectativa! Esta adesão representa a confiança das pessoas nas propostas do novo governo, ao se disporem a trabalhar, sem remuneração, numa espécie de força-tarefa em prol do estado”, afirma Rodrigo Paiva, responsável pelo recrutamento dos voluntários.


Ainda de acordo com ele, o perfil dos profissionais, em sua maioria, está ligado à administração pública. “São muitos profissionais com experiência nas áreas pública e de gestão, disponíveis para nos auxiliar no diagnóstico da situação em que se encontra o estado”.


A seleção da equipe de trabalho se dá simultaneamente em duas pontas. Para a escolha do time de primeiro escalão de seu governo – secretários, secretários adjuntos e diretores de empresas públicas –, Romeu Zema acionou o serviço de empresas especializadas em recursos humanos que estão igualmente auxiliando de forma voluntária. Por outro lado, Rodrigo Paiva estrutura as equipes técnicas de voluntários em 17 áreas, que estarão sob a coordenação dos futuros secretários.


De acordo com o levantamento da equipe que coordenou o recrutamento, prioritariamente, os selecionados vão atuar na confecção desse diagnóstico e, após este período, os voluntários atuarão de acordo com as necessidades de cada secretaria.

O banco de inscritos conta com profissionais experientes. 23,78% têm mais de 15 anos de atuação na iniciativa privada e 21,4% tem o mesmo tempo que trabalha na administração pública.


Em relação à formação, há doutores (99), mestres (51), pós-graduados (917) e outros 679 graduados.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade