Publicidade

Estado de Minas

Zema gasta seis vezes mais no 2º turno, mas campanha é mais barata que a de Anastasia

Despesas do candidato vencedor foram de R$ 3,8 milhões, enquanto os gastos do senador tucano somaram R$ 11,8 milhões


postado em 30/10/2018 10:35 / atualizado em 30/10/2018 15:06

Zema chegou ao segundo turno de forma inesperada, causando surpresa até para sua própria equipe(foto: Divulgação)
Zema chegou ao segundo turno de forma inesperada, causando surpresa até para sua própria equipe (foto: Divulgação)

O governador eleito Romeu Zema (Novo) gastou pelo menos seis vezes mais no segundo turno do que no primeiro, mas ainda assim sua campanha foi três vezes mais barata que a do seu adversário, o senador tucano Antonio Anastasia, que terminou derrotado por 71,8% a 28,2% dos votos.

A conta de Zema passou de menos de R$ 700 mil a R$ 3.840.297,01, de acordo com os números registrados até esta terça-feira (30) na Justiça Eleitoral.

Já Anastasia, que havia declarado R$ 9,1 milhões em despesas no primeiro turno, somou gastos de R$ 11,8 milhões até o momento. 

O relatório de arrecadação e despesas ainda pode ser alterado, já que os que concorreram no pleito têm até o dia 17 de novembro para enviar os dados finais. 

 

Zema chegou ao segundo turno de forma inesperada, causando surpresa até para a sua própria equipe, depois de um primeiro turno polarizado entre o governador Fernando Pimentel (PT) e o senador Antonio Anastasia (PSDB), que naquele momento haviam gastado respectivamente 10 e 14 vezes mais que o candidato do Novo.


Segundo a prestação parcial de Zema, foram efetivamente pagos R$ 1.956.665,17. O impulsionamento de conteúdos virtuais, que havia sido a maior despesa no primeiro turno, passou a figurar na terceira posição no ranking de gastos, somando R$ 438,4 mil.

Segundo o relatório parcial, os maiores gastos do candidato vencedor foram com serviços terceirizados (R$1.722.713,76) e materiais impressos (R$562.475,20). Os programas de televisão custaram R$ 408,5 mil.

Empresários e partido financiaram


O Partido Novo gastou R$ 1,090 milhão para ajudar na eleição de Zema. É a maior cifra dentro de um total de R$ 4.594.166,67.

 

Quase tanto quanto a legenda, doou o empresário José Salim Mattar Junior, dono da Localiza. Só ele foi responsável por R$ 700 mil em doações ao colega empresário. Outros R$ 300 mil foram doados pelo engenheiro Ricarod Antônio Vicintin, diretor-Presidente da RIMA Industrial S/A, uma empresa que se apresenta como  líder na produção e comercialização de ligas à base de silício no Brasil.

O próprio Romeu Zema gastou do bolso R$ 271 mil para financiar a campanha. Entre os principais doadores também constam Robert Carlos Lyra, do grupo Lyra, responsável pela Delta Sucroenergia (R$ 150 mil), Vicente Bretz da Silva (R$ 125 mil), Renato Ribeiro Machado (R$ 200 mil). Rubens Menin Teixeira de Souza, da MRV, consta como doador de R$ 35 mil.

A menor doação de campanha para Romeu Zema foi de R$ 2,33, por parte de Luis Otávio Cavalcanti de Melo.

Em nota, a assessoria do candidato informou que o partido “não concorda e desaprova” a utilização de recursos públicos na campanha.

“Sobre os gastos no segundo turno, seria natural a ampliação em virtude do aumento no tempo do programa de TV e rádio. E da expectativa de obtenção de vitória, efetivada nas urnas com mais de 70% dos votos válidos dos mineiros. Os incentivadores do Novo fizeram doações por apoiarem essa nova forma de fazer política em Minas e no Brasil”.

Anastasia


No caso do senador Antonio Anastasia, só o PSDB doou R$ 5,2 milhões. Entre os principais doadores, o tucano teve a família do suplente de sua vaga no Senado Lael Varela. Juntos, parentes do político do PSD deram R$ 1 milhão. O candidato tucano também contou com uma doação de R$ 300 mil de Maria Fernanda Nazareth Menin Teixeira de Souza Maia, da MRV.

Veja os números parciais


Anastasia
Arrecadação: R$12.521.459,24
Gastos contratados:R$11.818.876,09
Valor pago: R$11.545.797,43


Romeu Zema
Arrecadação: R$4.594.166,67
Gastos contratados: R$3.840.297,01
Valor pago: R$1.956.665,17

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade