Publicidade

Estado de Minas

Mudanças de voto de última hora ajudam Romeu Zema a ganhar o 1º turno

Empresário subiu nas pesquisas de intenção de votos nos últimos dias e conseguiu atrair eleitores. Muitas pessoas escolheram o candidato pouco tempo antes de irem às urnas


postado em 07/10/2018 21:18 / atualizado em 07/10/2018 21:58

Romeu Zema recebeu 42,9% dos votos para governador(foto: WhatsApp/Divulgacao )
Romeu Zema recebeu 42,9% dos votos para governador (foto: WhatsApp/Divulgacao )

O empresário Romeu Zema (Novo) começou a campanha para o Governo de Minas Gerais de maneira discreta. Mas, nas últimas semanas subiu de forma repentina nas pesquisas de intenção de votos. O resultado foi a liderança na disputa, que terá segundo turno contra o senador Antonio Anastasia (PSDB). O crescimento no final das eleições atraiu muitos eleitores de última hora. Grande parte deles mudaram de voto pouco tempo antes de irem às urnas.

'Um dia antes da eleição, eu ainda não tinha candidato definido', disse Eduardo Ribeiro, de 22 anos, que escolheu Romeu Zema(foto: Pedro Lovisi/EM/D.A.Press)
'Um dia antes da eleição, eu ainda não tinha candidato definido', disse Eduardo Ribeiro, de 22 anos, que escolheu Romeu Zema (foto: Pedro Lovisi/EM/D.A.Press)


É o caso de Eduardo Ribeiro, de 22 anos, que mora no Bairro Serra, na Região Centro-Sul de Belo Horizonte. Imagens nas redes sociais o fizeram escolher Zema. “Um dia antes da eleição, eu ainda não tinha candidato definido, mas assisti um vídeo no Facebook do Zema de uma entrevista dele na TV e gostei muito das propostas. Minha mãe também não tinha candidato porque não se interessa muito por política e eu consegui convencê-la a votar nele também”, contou.

Outro eleitor que escolheu o empresário de última hora foi Luís Fernando Costa Vitoriano, de 20 anos, morador do Bairro Cruzeiro, na Região Centro-Sul da capital mineira. "Eu decidi votar no Romeu Zema hoje de manhã. Foi só pra tirar o Pimentel e o Anastasia da jogada mesmo. Foi um voto estratégico", disse.

Isabela Lima, de 23, moradora do Bairro Barroca, Região Oeste de BH, escolheu o empresário pensando na mudança. "Na verdade, eu não sabia dele. Estava conversando com uma cliente que me mostrou ele e o Amoêdo, e aí gostei dos dois. Pesquisei, depois, o Zema e acabei votando nele. Fiquei muito feliz dele ir para o 2° turno. Estamos precisando renovar”, comentou.

Já Mariana Dias, de 21, moradora do Bairro Gutierrez, Região Centro-Sul de BH, escolheu o candidato por acreditar em suas propostas. "Quando eu comecei a ver sobre a eleição, meu irmão pediu para eu votar no Amoêdo e nas pessoas do Novo. Eu acho que nenhum deles eram políticos. Achei as propostas do Zema interessantes e são melhores que as do PT e do Anastasia. Ter certeza mesmo do voto foi só hoje, mas já vinha pensando em votar nele antes".

O mesmo foi feito por Rodrigo  Arbache, 28, morador do Bairro Concórdia, Região Nordeste de BH. "Eu votei no Zema e decidi isso hoje. Estava na dúvida, mas acabei votando nele. Foi simplesmente por exclusão, por achar o menos pior. Pimentel e Anastasia não davam mesmo. Na verdade, o candidato que mais me agradava era o Mares Guia, da Rede, mas pensando que o Zema poderia tirar o Pimentel do 2° turno, acabei decidindo por ele", concluiu.

'Eu decidi votar no Romeu Zema hoje de manhã', disse Luís Fernando Costa Vitoriano, de 20.(foto: Pedro Lovisi/EM/D.A.Press)
'Eu decidi votar no Romeu Zema hoje de manhã', disse Luís Fernando Costa Vitoriano, de 20. (foto: Pedro Lovisi/EM/D.A.Press)


O comportamento dos eleitores seguem a cronologia da campanha de Romeu Zema. Ele começou a trajetória sem estar entre os preferidos. Aos poucos, foi crescendo nas pesquisas de intenção de votos, especialmente nos últimos dias. Ele teve um salto de oito pontos percentuais, e conseguiu a liderança da votação, sendo escolhido por 42,94% neste primeiro turno. Ele vai seguir na disputa com Antonio Anastasia, que teve 29,01% dos votos. Fernando Pimentel (PT), acabou em terceiro com 22,93%.

Um dos motivos para o crescimento repentino foi o debate para o governo na TV Globo. Em suas considerações finais, pediu votos para os candidatos à Presidência do Novo, João Amôedo, e do PSL, Jair Bolsonaro. O resultado veio logo em seguida. Nas pesquisas de intenção de votos, saiu de 10% para 18%.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade