Publicidade

Estado de Minas

'Se eleito, Haddad assinará indulto para Lula', diz Pimentel a líderes políticos

Pimentel assinalou o compromisso de sua candidatura com a libertação do ex-presidente Lula, por considerar que ele tenha sido condenado e preso injustamente


postado em 15/09/2018 20:29

'Nós governamos de frente para o povo mineiro', disse Pimentel(foto: Sidney Lopes/EM/D.A press)
'Nós governamos de frente para o povo mineiro', disse Pimentel (foto: Sidney Lopes/EM/D.A press)
O governador Fernando Pimentel (PT), candidato à reeleição pela coligação 'Do lado do povo', disse neste sábado a líderes políticos e simpatizantes, em Teófilo Otoni, no Vale do Mucuri, ter certeza de que, se eleito presidente da República, o ex-presidente Fernando Haddad (PT) irá assinar em seu primeiro dia de governo um indulto para o presidente Lula. 
 
“Vamos eleger Haddad presidente da República, e eu tenho certeza que, eleito, o Haddad irá assinar no seu primeiro dia de governo um indulto para o presidente Lula, irá tirá-lo desta prisão injusta e arbitrária”, assinalou Pimentel.
 
Mantendo o tom político e a disposição de nacionalizar o debate da sucessão estadual, Pimentel assinalou o compromisso de sua candidatura com a libertação do ex-presidente Lula, por considerar que ele tenha sido condenado e preso injustamente, sem que fosse apresentada provas contra ele. 
 
“Eu tenho orgulho de ser amigo do presidente Lula”. Depois de considerar que Minas mudou o jeito de governar, Pimentel disse: “Nós fomos para o meio do povo, para o interior do Estado, nós governamos de frente para o povo mineiro”, afirmou.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade