Publicidade

Estado de Minas

Pimentel diz ter orgulho de vinculação com Lula e alfineta adversário

O candidato do PT também anunciou que a vice na chapa, Jô Moraes, vai coordenar políticas sociais do estado


postado em 11/09/2018 10:42 / atualizado em 11/09/2018 11:13

Pimentel participou de ato de campanha com mulheres da coligação em Belo Horizonte(foto: Divulgação campanha)
Pimentel participou de ato de campanha com mulheres da coligação em Belo Horizonte (foto: Divulgação campanha)

O governador Fernando Pimentel (PT) vai delegar à sua vice na chapa, a deputada federal Jô Moraes (PCdoB) toda as políticas sociais de Minas Gerais, caso seja reeleito. O anúncio foi feito na noite dessa segunda-feira (10), durante ato de campanha com as mulheres da coligação.

No evento, ao lado da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), o petista disse ter a chapa “dos sonhos” por ter duas mulheres concorrendo aos cargos majoritários com ele.

“Queria anunciar em primeira mão que estamos preparando o lançamento de um grande pacto por Minas Gerais: vamos reunir todas as políticas de inclusão social – defesa das mulheres, negros, juventude, quilombolas, indígenas, todas as que já existem – e as que vamos criar no próximo mandato em um única coordenação. Vou fazer um decreto no primeiro dia delegando a coordenação para a Jô Moraes”, disse.

No evento, Pimentel disse que seus objetivos na campanha são ganhar a eleição e ver Lula Livre.

Orgulho de Lula


Mais cedo, em entrevista, ele ironizou o adversário Antonio Anastasia (PSDB) pelo fato de a campanha tucana ter pedido a retirada do ar de propaganda que o relaciona ao senador Aécio Neves.

Pimentel disse que “nem tinha visto” o vídeo da própria campanha que vincula Anastasia a Aécio, mas que achou ‘muito inteligente’ e em ‘tom humorístico’. Na peça, pessoas na rua são perguntadas sobre o que lembram determinadas palavras, como goiabada. Ao falar em Aécio, os entrevistados respondem se lembrar de Anastasia.

“Surpreende que o adversário tenha tanto pavor da vinculação com o grande amigo e padrinho político que é o senador Aécio Neves. Eu, por exemplo, não tenho nenhum constrangimento em dizer que sou muito vinculado ao ex-presidente Lula. Tenho muito orgulho dessas amizades que tenho”, afirmou.

Nessa segunda-feira, Anastasia negou qualquer incômodo na vinculação com Aécio Neves e disse que a ação para retirar a propaganda de Pimentel do ar foi decisão do departamento jurídico de sua campanha. Na ocasião, questionado sobre a ausência do aliado na própria campanha, o senador tucano que concorre ao Palácio da Liberdade disse que são 400 candidatos a deputado na chapa.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade