Publicidade

Estado de Minas

Em novo vídeo, Temer volta a atacar Alckmin e reafirma: 'Geraldo, fale a verdade'

Por meio do Twitter, nesta quinta-feira, Temer criticou Alckmin, lembrando que o tucano e seus aliados "foram e são base de seu governo"


postado em 06/09/2018 10:19 / atualizado em 06/09/2018 11:50


O presidente Michel Temer (MDB) voltou à carga, na manhã desta quinta-feira, contra o candidato do PSDB a presidente da República e ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin. "O PSDB apoiou o meu governo. Portanto, Geraldo, não faça como aqueles que mentem, que falseiam para conseguir votos, influenciados por marqueteiros. Seja realista; conte exatamente a verdade",  disse Temer em vídeo gravado e postado em sua conta no Twitter.

Dono de uma impopularidade que, de acordo com pesquisas de opinião, vem batendo recordes sucessivos ao longo de seu mandato, com  82% de rejeição conforme a última coleta de dados em junho, Temer  usou do mesmo expediente, na noite dessa quarta-feira (5), para criticar Alckmin.

O presidente fez questão de reiterar que  muitos que  hoje apoiam a candidatura de Alckmin "foram e são da base do governo". "Agora  volto a falar com você para dizer como o PSDB me ajudou no governo", disse Temer, lembrando os ministros tucanos nomeados para integar sua equipe, entre eles José Serra,  Bruno Araújo e Antônio Imbassahy.

Programa de governo


A reação de  Temer pode ser creditada ao programa de governo de Alckmin. Em um dos trechos, o tucano destaca: "o Brasil precisa "se livrar" da corrupção, e do Estado "ineficiente", que "sorve dinheiro do povo por meio de impostos elevados" e oferece serviços públicos de "baixa qualidade".

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade