Publicidade

Estado de Minas

Anastasia reúne prefeitos e promete regularizar repasse de verbas para municípios

Candidato a governador pelo PSDB, Antonio Anastasia diz que proposta é que as prefeituras recebam o que 'é de direito' e negociem dívidas, que chegam a R$ 8,1 bilhões


postado em 04/09/2018 16:49 / atualizado em 04/09/2018 16:56

Cerca de 100 prefeitos do PSDB participaram de evento no comitê de campanha de Anastasia nesta terça-feira(foto: Leandro Couri/EM/D.A Press)
Cerca de 100 prefeitos do PSDB participaram de evento no comitê de campanha de Anastasia nesta terça-feira (foto: Leandro Couri/EM/D.A Press)

O candidato a governador pelo PSDB, Antonio Anastasia, reuniu cerca de 100 prefeitos tucanos no comitê de campanha, em Belo Horizonte, e prometeu regularizar os repasses de verbas para os municípios caso seja eleito em 7 de outubro.

“Os municípios não podem pagar pelos defeitos, inadimplência e má administração do estado. Evidentemente o esforço maior será, se eleito, a partir de janeiro, que as prefeituras recebam imediatamente o que é de direito e negociamos o para trás. Mas volto a dizer, eu não conheço a situação na inteireza dos números de Minas Gerais”, afirmou Anastasia.

A Associação Mineira de Municípios (AMM) alega que o Estado deve às prefeituras em torno de R$ 8,1 bilhões referentes a transferências que deixaram de ser feitas para a saúde, transporte escolar, multas de trânsito, verbas de assistência social e repasses constitucionais do ICMS e IPVA.

No último dia 21, cerca de 500 prefeitos fizeram um protesto em Belo Horizonte No mesmo dia, o governador sancionou lei que autoriza o governo a entregar a carteira da dívida ativa do estado, de cerca de R$ 2,5 bilhões, a uma instituição financeira, por meio de licitação, e receber o montante à vista. A previsão é que as prefeituras recebam R$ 1 bilhão.

O tucano ainda para pediu aos prefeitos empenho para a eleição dos candidatos da coligação que o apoia: incluindo o presidenciável Geraldo Alckmin (PSDB), os postulantes ao Senado – Rodrigo Pacheco (DEM) e Dinis Pinheiro (Solidariedade) – e candidatos a deputados.

“A campanha vai muito bem, mas é sempre bom esse contato direto com os candidatos. Como não tenho condições de estar em todos os municípios mineiros porque é uma campanha muito curta, foi bom a vinda deles aqui”, disse o candidato.

De acordo com Anastasia, ele tem conversado diariamente com pelo menos 15 prefeitos, inclusive de legendas que têm outros candidatos a governador.

“Além de problemas com o dinheiro, ele têm dito dos problemas com os desmandos do governo”, alegou o senador mineiro, que estima ter o apoio de cerca de 600 prefeitos de Minas Gerais.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade