Publicidade

Estado de Minas

PT anuncia acordo nacional com PSB e Lacerda terá que retirar candidatura

Segundo o partido, acordo prevê retirada do nome da vereadora Marília Arraes ao governo de Pernambuco e apoio dos socialistas à campanha de Pimentel à reeleição


postado em 01/08/2018 17:13 / atualizado em 01/08/2018 18:08

Acordo nacional entre PSB e PT atrapalha candidatura de Marcio Lacerda (PSB) ao governo de Minas(foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press)
Acordo nacional entre PSB e PT atrapalha candidatura de Marcio Lacerda (PSB) ao governo de Minas (foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press)

A Executiva Nacional do PT anunciou que fechou nesta quarta-feira, em Brasília, um acordo eleitoral com o PSB. Pelo acordo, o PT retira a candidatura da vereadora do Recife Marília Arraes ao governo de Pernambuco. Em contrapartida, o PSB deverá optar pela neutralidade na disputa nacional, liberando os seus diretórios a se aliarem a candidatos do PT, em ao menos 14 estados, inclusive em Minas Gerais, com Fernando Pimentel (PT) e onde o ex-prefeito de Belo Horizonte Marcio Lacerda deverá retirar sua candidatura ao governo do estado.

O futuro de Lacerda foi tratado em reunião, em um hotel da Savassi, com a presença do presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, que teria vindo diretamente do Recife. Uma possibilidade é o lançamento do nome de Lacerda ao Senado Federal.

O presidente estadual do PSB em Minas, João Marcos Lobo, comunicou que o diretório nacional do partido solicitou que a legenda apoiasse o PT em Minas. "O debate certamente ficará muito prejudicado", afirma. Ele não deu detalhes sobre a participação de Lacerda nas eleições de 2018.

 


Mais tarde, em nota informou que "após entendimentos das Direções Nacionais do PSB e do PT, houve determinação de apoio à candidatura ao governo do Partido dos trabalhadores em Minas Gerais. A Direção Estadual do PSB tem entendimento contrário a essa decisão". O presidente estadual do PSB não deu detalhes se será possível reverter o pedido. 

 

Já o PT divulgou o fechamento do acordo nas redes sociais. O apoio do PSB ao PT em Minas ocorre como parte de um acordo nacional, em que o PT retirou a pré-candidatura de Marília Arraes.

 

O PSB marcou sua convenção nacional para domingo, dia 5, para decidir sua posição nas eleições de 2018.

 

O acordo, caso confirmado, representa mais um revés para o candidato do PDT à Presidência, Ciro Gomes, que tentava atrair o PSB e agora deve contar com apoio de poucos diretórios do partido, como Distrito Federal e Espírito Santo. Ciro perdeu também o apoio do Centrão para o presidenciável tucano Geraldo Alckmin.

Mais cedo, o pré-candidato ao governo de Minas, Rodrigo Pacheco, se reuniu nesta quarta-feira com Lacerda. O PSB também estava costurando o apoio do PV, Podemos, PRB, PDT, Pros e MDB. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade