Publicidade

Estado de Minas

Em festival de música no Rio, artistas defendem liberdade de Lula


postado em 28/07/2018 18:54

Rio, 28 - Artistas se reúnem no início da noite deste sábado, 28, no "Festival Lula Livre", em defesa da liberação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso na Operação Lava Jato. A organização do evento, que acontece desde as 14h no bairro da Lapa, na região central do Rio de Janeiro, divulgou a participação de 42 cantores e bandas, que se apresentarão até as 22h.

As participações mais esperadas são de Chico Buarque e Gilberto Gil. Também foram divulgadas as presenças dos cantores Chico César, Beth Carvalho, Jards Macalé, Lan Lanh e Ana Cañas. No início da noite, o público já lota o entorno do palco, instalado embaixo dos Arcos da Lapa, um ponto turístico do bairro boêmio carioca. Os senadores petistas Gleisi Hoffmann (PR) e Lindbergh Farias (RJ) passeiam pela plateia e tiram fotos com a população.

No palco, a atriz Lucélia Santos fez um discurso em defesa da liberação do ex-presidente Lula e também da sua participação nas eleições presidenciais deste ano. Segundo a atriz, o ato-show que acontece neste sábado é "um gesto de exigência para que se respeite a Justiça, pilar de qualquer sistema minimamente democrático".

Lucélia disse também que a prisão de Lula "tem um simbolismo único na história do nosso País", porque, em sua opinião, foi "uma manobra jurídica. "Inadmissível é não permitir que Lula participe das eleições. Inadmissível é mantê-lo preso", afirmou.

(Fernanda Nunes)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade