Publicidade

Estado de Minas

Governo de Minas atrasa pagamento de 1ª parcela do salário de parte dos servidores

Secretaria de Estado da Fazenda informa que problema foi provocado por dificuldades de caixa pela queda de arrecadação em decorrência da greve dos caminhoneiros


postado em 13/06/2018 18:00 / atualizado em 14/06/2018 09:37

(foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press.)
(foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press.)

Mais da metade dos servidores do governo de Minas que deveriam receber a primeira parcela do salário nesta quarta-feira não teve o valor depositado em conta. A informação foi confirmada no final da tarde pela Secretaria da Fazenda do estado.

"A Secretaria de Estado de Fazenda informa que, devido ao reflexo do movimento de paralisação nacional dos caminhoneiros, a arrecadação tributária do estado sofreu uma redução de R$ 340 milhões em relação à expectativa para os primeiros 11 dias de junho", informou em nota.

A pasta, no entanto, não esclareceu quem teve prioridade no recebimento, se foram os servidores que receberiam integralmente ou apenas parte do salário.

Conforme escala estabelecida pelo governo de Minas, hoje seriam depositados os salários dos servidores com contracheque de até R$ 3 mil líquidos. Ao todo, 53% dos servidores não receberam. Segundo apurou a reportagem, a maioria dos casos de atraso ocorreu na área da educação.

A Secretaria de Estado de Fazenda informou ainda que a normalização será o mais rápido possível, mas não garantiu que o valor será depositado nesta quinta-feira, pois o problema é a “falta de recursos em caixa”. Mas a pasta afirmou que a situação será normalizada assim que os recursos forem entrando nos cofres do governo. 

Na tabela divulgada no início do mês, o governo de Minas estabeleceu que a primeira parcela seria paga nesat quarta-feira. Já a segunda tem previsão para depósito dia 25 e a terceira, dia 29.

A forma do parcelamento, como divulgado no início de junho, ficou da seguinte forma: servidores com salário até R$ 3 mil líquidos receberiam integralmente na primeira parcela. Quem tem contracheque até R$ 6 mil tem R$ 3 mil depositado na primeira parcela e o restante na segunda.

Por fim, servidores com salário acima de R$ 6 mil em duas parcelas de R$ 3 mil depositadas em 13 e 25 de junho. O restante tem previsão de cair na conta no dia 29.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade