Publicidade

Estado de Minas

Lacerda oferece vaga para PCdoB em sua chapa para eleições de outubro

Expectativa é que o partido integre a chapa majoritária com a indicação de Jô Moraes para a disputa ao Senado


postado em 25/05/2018 18:06 / atualizado em 25/05/2018 18:16

Marcio Lacerda recebeu integrantes do PCdoB em seu escritório (foto: Divulgação)
Marcio Lacerda recebeu integrantes do PCdoB em seu escritório (foto: Divulgação)

Aliado tradicional do PT nas eleições e integrante do governo Fernando Pimentel (PT), o PCdoB poderá se aliar à candidatura do ex-prefeito Marcio Lacerda (PSB)  na disputa pelo governo de Minas Gerais nas eleições de outubro.

O convite foi feito pelo próprio Lacerda durante reunião na tarde desta sexta-feira com o presidente estadual da legenda, Wadson Ribeiro, e a deputada federal Jô Moraes. A expectativa é que a parlamentar componha a chapa majoritária com indicação para o Senado.

 “Não tratamos de composição na chapa majoritária, mas o Marcio Lacerda vê com bons olhos a possibilidade de a Jô ser a candidata a senadora”, afirmou Wadson Ribeiro, após a reunião.

 Sobre uma possível composição com o PT, o comunista afirmou que em nenhum momento foi chamado para conversar.

“Temos respeito pelo Pimentel, mas o que nós expressamos é que, em que pese estarmos no governo, vemos a candidatura do Lacerda como uma opção que compõe o campo democrático que defendemos. Ficamos lisonjeados com o convite”, argumentou.

A aliança do PCdoB com o PT ficou estremecida desde que foi confirmada a transferência do título eleitoral da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) para Belo Horizonte. A petista seria a indicada para disputar o Senado na chapa encabeçada por Pimentel.

O PCdoB, por sua vez, não abre mão da candidatura de Jô Moraes. O nome dela foi inclusive aprovado pela Executiva Nacional da legenda para disputar as eleições.

Jô Moraes também participou da reunião e afirmou que a definição sobre candidaturas será “coletiva”, com a participação de todos os partidos que comporão a aliança. “A reunião não fechou nada e o PCdoB tem uma construção que passa também pela articulação nacional”, comentou.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade