Publicidade

Estado de Minas

Internautas dizem que deputado mentiu sobre voto contra aumento de gasolina

Caixa postou foto do painel dizendo ser contrário ao reajuste do IPVA, mas se absteve na votação. No primeiro turno ele foi a favor


postado em 05/02/2018 13:15 / atualizado em 05/02/2018 13:45

Caixa disse ter votado contra o projeto da gasolina(foto: Reprodução Facebook)
Caixa disse ter votado contra o projeto da gasolina (foto: Reprodução Facebook)

O deputado estadual Mário Henrique Caixa (PV) provocou a ira dos seguidores no Twitter por causa de uma postagem que fez neste domingo (4) sobre o aumento do preço dos combustíveis em Minas Gerais. “Bom Dia Amigas e Amigos! No momento em que a gasolina chega aos postos com preços abusivos, reafirmo aqui o meu compromisso com Minas. Não vamos acreditar em boatos rasteiros da internet. Está aqui opainel oficial mostrando que votei contra o aumento dos combustíveis. Grato!”. Na foto do painel, porém, não consta voto de Caixa.

Após a postagem, choveram críticas ao deputado. “Voto em branco é o famoso "Tanto faz", voto contra só tem um e é NÃO”, disse um dos interlocutores. Outro seguidor respondeu com uma matéria que coloca Caixa entre os deputados que votaram favoravelmente ao aumento do ICMS nos combustíveis.

No site da Assembleia consta posicionamento do deputado a favor do projeto PL 3.397/16 no dia 31 de maio, quando foi votado o primeiro turno. Já no dia 1º de junho não foi registrado voto dele.

O projeto aumentou o ICMS cobrado sobre os combustíveis no estado. As alíquotas da gasolina foram elevadas de 29% para 31% e do álcool de  14% para 16%. O aumento entrou em vigor em janeiro deste ano.

Na semana passada os combustíveis tiveram novo aumento porque o governo de Minas mudou o valor de referência para a incidência do imposto. Com isso, o preço da gasolina teve um acréscimo de R$ 0,08 nas bombas e o do etanol R$ 0,04. A gasolina premium também sobe R$ 0,18 por litro. O aumento foi definido pelo governo de Minas Gerais com base em pesquisa da Secretaria de Estado da Fazenda.

O deputado Mário Henrique Caixa confirmou, por meio de sua assessoria, que votou a favor do projeto em primeiro turno. Segundo ele, no segundo turno foi possível entender melhor a proposta e ele viu que a população seria prejudicada, por isso se absteve de votar. Ainda via assessoria, o parlamentar disse que quando postou que votou contra o texto quis dizer que era contrário a ele.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade