Publicidade

Estado de Minas

Pimentel exonera sete secretários que vão disputar eleições

As exonerações foram publicadas no Minas Gerais desta quinta-feira. Os secretários-adjuntos vão assumir as funções dos titulares até o fim do governo


postado em 01/02/2018 09:52 / atualizado em 01/02/2018 12:34

Pimentel antecipou a saída dos secretários para ter mais dedicação ao governo(foto: Tulio Santos/EM/D.A Press)
Pimentel antecipou a saída dos secretários para ter mais dedicação ao governo (foto: Tulio Santos/EM/D.A Press)

O governador Fernando Pimentel (PT) substituiu, a partir desta quinta-feira (2), sete secretários de estado, que vão concorrer a cargos na Assembleia ou Câmara dos Deputados em outubro, pelos seus adjuntos. As exonerações, que haviam sido antecipadas pelo Estado de Minas, foram publicadas no Minas Gerais de hoje. As mudanças incluem duas das pastas mais importantes do estado: a da Saúde e a da Educação.

Na Educação, sai a secretária Macaé Evaristo, que vai disputar pela primeira vez o cargo de deputada estadual. Ela publicou vídeo no Facebook agradecendo pelo tempo em que esteve à frente da pasta. “Estou iniciando um novo momento na minha trajetória profissional”, disse.

Também foi exonerado o secretário da Saúde, Sávio Souza Cruz (MDB), que volta a ocupar cadeira de deputado estadual na Assembleia. Ele vai concorrer à reeleição. Nilmário Miranda deixou a Secretaria de Direitos Humanos, Participação Social e Cidadania para concorrer ao cargo de deputado federal.

Já o presidente do PCdoB, Wadson Ribeiro, foi exonerado dos cargos de ouvidor-geral e secretário da Secretaria de Desenvolvimento Integrado e dos Fóruns Regionais, para concorrer a uma vaga de deputado federal.

Pela Secretaria de Desenvolvimento Agrário, deixou o cargo Professor Neivaldo (PT), que também tenta continuar na Assembleia.

Outro que foi exonerado foi o secretário de Esporte, Arnaldo Gontijo, pré-candidato a deputado federal. Ricardo Faria, que era secretário de Turismo, deixa a pasta para retornar ao cargo de deputado estadual e tentar mais um mandato.

Pela lei eleitoral, eles poderiam ficar nos cargos até o último dia de março, mas o governador Fernando Pimentel (PT) pediu ao secretariado para antecipar a mudança. O motivo alegado foi que ele quer  dedicação integral dos que ficarem aos problemas do estado.

Veja quem saiu
Educação - Macaé Evaristo
Saúde - Sávio Souza Cruz
Ouvidoria-Geral / Secretaria dos Fóruns Regionais - Wadson Ribeiro
Desenvolvimento Agrário - Professor Neivaldo
Direitos Humanos - Nilmário Miranda
Turismo - Ricardo Faria
Esportes - Arnaldo Gontijo

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade