Publicidade

Estado de Minas

Candidatos a PBH apelam para a emoção e para Deus no último dia de horário eleitoral

Alexandre Kalil (PHS) e João Leite (PSDB) estão tecnicamente empatados, mas o ex-cartola lidera com uma pequena vantagem sobre o tucano.


postado em 28/10/2016 13:50 / atualizado em 28/10/2016 14:05

No último dia do horário eleitoral gratuito, os candidatos a prefeito de Belo Horizonte abandonaram os ataques no rádio e na televisão e apelaram para a emoção e para Deus para conquistar o voto dos eleitores.

Tecnicamente empatados nas pesquisas, Alexandre Kalil (PHS), que lidera as pesquisas com uma pequena diferença, e João Leite (PSDB) usaram seus cinco minutos na programa televisivo para agradecer aos eleitores pela campanha. Os programas em nada lembravam as últimas aparições dos dois na televisão e no rádio sempre trocando farpas e acusações.

“Meu sentimento é de gratidão a você e a Deus”, afirmou o tucano, que disse ainda estar confiante de que essa será uma eleição da “verdade”, da “honestidade” e “contra a corrupção”. Depois do agradecimento, o programa exibiu imagens do candidato com apoiadores em diversas regiões da cidade, mesma estratégia usada por Kalil.

“Que Deus lá no céu faça a sua parte”, disse Alexandre Kalil, com olhos marejados de lágrimas, afirmando não ser um “candidato maquiado”. Kalil disse que independente do resultado das urnas se tornou um homem diferente.

O candidato também disse que a única promessa que iria fazer era “lutar desesperadamente” para melhorar Belo Horizonte e ajudar o povo “sofrido e abandonado” da cidade e encerrou com imagens

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade