Publicidade

Estado de Minas

Justiça diminui tempo de horário gratuito de propaganda a pedido de Kalil e João Leite

Os blocos que antes eram de 20 minutos, sendo 10 para cada um deles, agora será de cinco para o tucano e o ex-presidente do galo


postado em 07/10/2016 18:59 / atualizado em 07/10/2016 19:59

(foto: Jair Amaral / EM / D.A. Press / Amira Hissa/Divulgacao))
(foto: Jair Amaral / EM / D.A. Press / Amira Hissa/Divulgacao))

A Justiça Eleitoral deferiu o pedido feito por Alexandre Kalil (PHS) e João Leite (PSDB), que concorrem à Prefeitura de Belo Horizonte, para reduzir o tempo do horário gratuito de propaganda eleitoral na TV. Cada um dos concorrentes agora terá cinco minutos em cada bloco. Antes, tanto Kalil quanto Leite teriam 10 minutos cada. O tempo no rádio permanece o mesmo, ou seja, 20 minutos para cada um.

A decisão do juiz Bruno Terra Dias, da 36ª Zona Eleitoral, ainda estabelece que a propaganda eleitoral será retomada no rádio e na TV na sexta-feira da semana que vem, dia 14 , e vai até a última sexta-feira antes das eleições, 28.

“Ao Poder Público, nos termos da lei, compete assegurar paridade de oportuniddes, igualdade material, tempo de rádio e televisão, para propaganda eleitoral; não pode, entretanto, o mesmo Poder impor, coercitivamente, aos candidatos, agremiações e coligações, a utilização completa do tempo legalmente concedido”, afirma o juiz na decisão.

No pedido de redução, as duas campanhas julgaram que cinco minutos é tempo suficiente para levar as propostas, já que também haverá inserções diárias. O acordo foi fechado para diminuir custo de ambos os candidatos.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade