Publicidade

Estado de Minas

Em encontro com sindicatos, Pimenta alfineta adversário e critica governo federal

O tucano disse que a reação de Fernando Pimentel (PT), a ação de cassação do mandato do petista impetrada pelo PSDB é ato de "destempero"


postado em 12/09/2014 16:53

Na reunião, Pimenta da Veiga chamou as centrais sindicais como
Na reunião, Pimenta da Veiga chamou as centrais sindicais como "setores fundamentais do estado" (foto: André Fossati)

O candidato do PSDB ao governo de Minas, Pimenta da Veiga, se reuniu nesta sexta-feira com representantes de 15 sindicatos ligados à duas centrais sindicais, Força Sindical e Nova Central Sindical. Ele disse que pretende ter “proximidade” com as entidades representativas. “Nós queremos, junto com os sindicatos, avançar na questão social e no desenvolvimento econômico”, afirmou, argumentando que não apresentou proposta aos presentes. Pimenta ainda classificou como “destempero”, a declaração do adversário, Fernando Pimentel (PT), que falou que a ação de cassação impetrada pelo PSDB contra ele “desespero”. “Nós vamos continuar nosso trabalho que é um trabalho sério, trabalho muito bem estruturado”, comentou.

Durante a conversa com os jornalistas, logo após o encontro, Pimenta da Veiga acusou o governo federal de ter fracassado na questão da segurança pública. “O governo federal fracassou por inteiro na questão da segurança. Essa estatística prova exatamente o que a gente estava dizendo. Não cuidam das fronteiras e nem passam dinheiro para os estados cuidarem da segurança”, disse, em referência à reportagem do Estado de Minas, que demonstrou que Minas foi o antepenúltimo estado em repasse de recursos para a segurança.

O tucano ainda falou que a administração federal tem permitido que as fronteiras sejam vulneráveis ao tráfico de drogas. “Além do governo federal não cuidar das fronteiras e permitor que a droga entre no Brasil, que a arma entre para que se cometam crimes, além disso, ele não ajuda os estados. Segurança pública hoje no Brasil está sobre responsabilidade única e exclusiva de estados e municípios”, disse.

 Com informações de Daniel Camargos


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade