Publicidade

Estado de Minas

Fernando Pimentel defende administração regionalizada

O petista disse que pretende implantar coordenações regionais com a participação da sociedade civil


postado em 23/08/2014 19:20 / atualizado em 23/08/2014 19:31

Fernando Pimentel cumpriu agenda neste sábado na Região do Vale do Jequitinhonha (foto: Divulgação / Coligação Minas pra Você)
Fernando Pimentel cumpriu agenda neste sábado na Região do Vale do Jequitinhonha (foto: Divulgação / Coligação Minas pra Você)

O candidato ao governo de Minas pelo PT, Fernando Pimentel, disse que o problema do Vale do Jequitinhonha e de outras regiões do estado que sofrem com a seca é a falta de ações da administração estadual. Em visita de campanha à região, o petista argumentou que mais do que o problema da falta de chuvas, àquela parte do território mineiro padece de questões estruturais e políticas para incentivar o desenvolvimento. “As estradas não foram melhoradas, a atração das empresas para cá ficou em débito com o desenvolvimento econômico. Nós temos legislação tributária em Minas gerais que expeli, expulsa as indústrias, ao invés de atrair, isso é que nós temos que mudar”, declarou durante passagem, neste sábado, por Capelinha, Minas Novas e Carbonita.

O petista defendeu a ideia de descentralização da administração para acabar com as dificuldades das regiões. Para ele, além de abrir espaços de coordenação regionais é necessário convocar outros setores para ajudar o poder público. “Vamos criar coordenações regionais de governo, ou seja, o governo de Minas vai ser de fato regionalizado, não só para essa, mas em todas as regiões do estado. Nos vamos ter coordenações regionais que não vão ser só órgão de governo, vão incluir a sociedade civil, os trabalhadores, os empresários, os movimentos sociais. Essas coordenações terão autonomia orçamentária para definir as políticas públicas”, disse.

Fernando Pimentel ainda criticou o governo estadual pela falta de incentivo e envolvimento com as universidades. Ele afirmou que espera voltar a Capelinha, como governador, para inaugurar o campus da Universidade do Vale do Jequitinhonha.


Publicidade