Publicidade

Estado de Minas

Infiéis do PMDB declaram apoio a Tarcísio Delgado

Além do apoio de dissidentes do PMDB, será confiado a um peemedebista a coordenação do conselho político da campanha de Delgado


postado em 06/08/2014 00:12 / atualizado em 06/08/2014 08:16

Tarcísio Delgado participou de bate-papo com eleitores na Savassi(foto: Túlio Santos/EM/D.A Press)
Tarcísio Delgado participou de bate-papo com eleitores na Savassi (foto: Túlio Santos/EM/D.A Press)

Em meio à temporada de traições partidárias, o candidato do PSB ao governo de Minas, Tarcísio Delgado, terá sua campanha engrossada por dissidentes do PMDB. Mais do que isso: será de um peemedebista, o ex-prefeito de Uberaba, Zaire Rezende, a coordenação de seu conselho político. O nome foi escolhido em reunião com representantes do PSB, Rede, PPL e PRTB. Tarcísio, que ontem fez corpo a corpo na Savassi, em Belo Horizonte, desdenhou mais uma vez das baixas de lideranças do PSB e comemorou a adesão dos companheiros de seu antigo partido.

“Tem uma turma grande, o pessoal mais histórico, mais forte dentro do PMDB, que vem participar com a gente. Tivemos uma boa reunião e já começamos a trabalhar nas diretrizes que vamos apresentar”, afirmou o candidato, que não pretende apresentar um “prato feito” como plano de governo, mas ir elaborando com a população. Quanto aos seus próprios traidores – alguns deles participaram ontem da inauguração de um comitê do adversário tucano, Pimenta da Veiga –, Tarcísio disse não querer tomar conhecimento.

O PMDB tem as vagas de vice-governador e senador na chapa do candidato do PT ao Palácio, Fernando Pimentel. Mesmo assim, o peemedebista disse não temer punições. Zaire Rezende disse que, nos próximos dias, ele e um grupo de companheiros vão pedir licença do PMDB até dezembro para poder participar da campanha de Tarcísio. É o mesmo grupo da velha guarda peemedebista que tentou convencer o partido a ter candidatura própria ao governo mas foi derrotado internamente. “Entre o mal-estar no partido e uma definição daquele que acho melhor para mudar a maneira de governar em Minas, fico com isso. Evidentemente, assumindo todos os riscos partidários que isso possa me trazer”, afirmou o peemedebista.

De acordo com Zaire, a escolha se deu por afinidade. Os dois têm uma história de 30 anos juntos no PMDB, foram deputados federais e prefeitos nas mesmas épocas. Além do bate-papo com eleitores em um quarteirão fechado da Savassi, Tarcísio Delgado visitou a Cidade Administrativa e conversou com servidores estaduais.


Publicidade