Publicidade

Estado de Minas

Anastasia assina contrato de R$ 60 milhões para obras do metrô em BH

Os recursos, contratatos com a Caixa Econômica Federal, serão empanhados na elaboração de estudos e projetos de engenharia


postado em 02/04/2013 16:12 / atualizado em 02/04/2013 16:19

(foto: Euler Júnior/EM/DA Press)
(foto: Euler Júnior/EM/DA Press)

A tão aguardada obra de expansão da linha um do metrô de Belo Horizonte e implantação das linhas dois e três pode começar, enfim, a sair do papel. Nesta quarta-feira, o governador de Minas Gerais, Antônio Anastasia (PSDB), vai assinar contrato de R$ 60 milhões com a Caixa Econômica Federal e dará a ordem de serviço para início das obras nas três linhas. Os recursos para a obra, que faz parte do PAC Mobilidade Grandes Cidades do governo federal, serão usados para a elaboração de estudos e projetos de engenharia. A assinatura do contrato vai ocorrer na tarde desta quarta-feira na Cidade Administrativa, Região Norte de BH.

O projeto que prevê a expansão do metrô está avaliado em R$ 3,1 bilhões e foi anunciado pela presidente Dilma, juntamente com o governador Antônio Anastasia e o prefeito Marcio Lacerda (PSB), na sede da Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) em abril do ano passado. Sendo destinados para as obras R$ 1 bilhão do Orçamento Geral da União, R$ 878 milhões financiados junto ao BNDES e R$ 1,2 bilhão repassados pelo governo estadual e prefeitura, valor contratado por meio da modalidade parceria publico privada (PPP).

Os recursos serão empenhados para a melhoria e reforma da Linha 1 (Vilarinho/Eldorado) – acréscimo de 1,7 quilômetro no sentido Contagem – construção da Linha 2, que ligará a região do Barreiro à estação do Calafate – extensão de 10,5 quilômetros e seis estações – e construção da Linha 3, que ligará a Savassi à estação da Lagoinha – extensão de 4,5 quilômetros e cinco estações.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade