UAI
Publicidade

Estado de Minas CRIMINOSO

Em assalto, homem diz ter HIV e ameaça vítimas com seringa cheia de sangue

O caso aconteceu em Curitiba e o suspeito foi detido; não há provas sobre o homem ser portador ou não do vírus


02/12/2021 14:07 - atualizado 02/12/2021 15:22

Seringa com sangue
Homem ameaça vítimas com seringa cheia de sangue em Curitiba (foto: Depositphotos/Reprodução )
Após um assalto mal-sucedido nesta quarta-feira (1º/12), um homem foi detido em Curitiba, Paraná. O caso chamou a atenção das autoridades locais pela “arma” nada comum utilizada para coagir as vítimas. 

De acordo com a Guarda Municipal de Curitiba, o suspeito ameaçou a vítima com uma seringa cheia de sangue e afirmou ter testado positivo para HIV - vírus Imunodeficiência Humana. O homem foi, ainda, pontual na sua escolha: em 1º de dezembro celebra-se o Dia Mundial de Luta Contra a Aids. 

“Ele levou o celular e carregador de um rapaz e disse que era portador de HIV, mas isso não temos como afirmar”, disse o guarda Joel Nunes a um jornal local. Até o momento, as autoridades não confirmaram se, de fato, o homem é portador do vírus. 

O assalto 


Em depoimento, a vítima afirmou que voltava do trabalho quando sofreu a abordagem na Praça Rui Barbosa, no centro da capital. Passado o susto, ele perseguiu o assaltante até uma pensão próxima. Ao chegar no local, acionou a Guarda Municipal. 

“Ele me ameaçou com uma seringa cheia de sangue. Vai saber o que tinha na seringa”, relatou a vítima ao jornal.

As autoridades chegaram a tempo no local e o suspeito, que já tinha passagens pela polícia, foi detido.  Os pertences da vítima foram recuperados.  
 
* Estagiária sob supervisão 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade