UAI
Publicidade

Estado de Minas VIOLÊNCIA

Policial civil que esfaqueou ex é presa preventivamente

Domingo (28/11), Rafaela Motta, de 40 anos, foi até a casa de seu ex, furou os pneus do carro dele e desferiu golpes de canivete contra as costas do rapaz


02/12/2021 09:06

Imagem da policial civil do Distrito Federal acusada de esfaquear o ex-namorado e furar os pneus do carro dele
(foto: Reprodução/Redes sociais)
A policial civil do Distrito Federal acusada de esfaquear o ex-namorado e furar os pneus do carro dele foi presa preventivamente, na madrugada desta quinta-feira (2/12), por agentes da Corregedoria Geral de Polícia (CGP). O Correio revelou, em primeira mão, as agressões cometidas por Rafaela Motta, 40 anos, contra o ex no último domingo (28/11).

Segundo informações obtidas pela reportagem por meio da Corregedoria, Rafaela foi presa na casa de parentes na Asa Norte. Ela deve passar por audiência de custódia nesta quinta-feira. Em agosto, a policial chegou a ser presa pelo crime de stalking cometido contra o ex, o mesmo homem que ela esfaqueou. À época, ela teve a prisão convertida em preventiva, foi para a Penitenciária Feminina do DF (PFDF), mas acabou sendo solta pouco tempo depois.

A Justiça determinou o cumprimento das medidas protetivas, que deveriam ser cumpridas pela policial. Ela deveria manter determinada distância do ex, mas no domingo, Rafaela rondou a casa do rapaz, no SOF Norte, furou os pneus do carro dele e, no momento que ele foi atrás dela, acabou sendo golpeado com canivete nas costas. A vítima foi encaminhada ao hospital para fazer curativos. Já a servidora foi presa pela Polícia Militar, encaminhada à 5ª Delegacia de Polícia (Área Central), onde assinou um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) e foi liberada.

Vídeos

Filmagens colhidas pela defesa do homem esfaqueado pela policial civil do Distrito Federal servirão para comprovar as agressões sofridas pela vítima durante o período em que manteve relação com a acusada.

A reportagem também teve acesso ao vídeo gravado pela própria vítima, onde ele mostra os ferimentos causados pela arma branca (veja a filmagem abaixo). O caso de agressão ocorreu perto da casa dele, no SOF Norte. O homem notou um movimento estranho nas redondezas do imóvel e chegou a registrar boletim de ocorrência. Pouco tempo depois, Rafaela teria furado os dois pneus do carro dele.

Em depoimento, o rapaz contou que foi atrás da mulher, quando acabou sendo atingido por ela com dois golpes de canivete nas costas e uma mordida no peito. Na filmagem, o homem mostra como as costas ficaram depois do ferimento. Ele precisou ser encaminhado ao hospital e levou pontos. Rafaela aparece sendo abordada e algemada pela Polícia Militar ao lado. Apesar disso, o caso não é tratado como tentativa de homicídio, mas sim como lesão corporal.

Um outro vídeo gravado pelo homem quando estava no relacionamento, mostra Rafaela o agredindo com vários tapas no rosto e chutes (veja abaixo). Na delegacia, Rafaela assinou um termo circunstanciado de ocorrência (TCO) e foi novamente liberada. Em defesa, ela alegou que passou ocasionalmente pela rua do ex, quando ele tentou correr atrás dela. Disse, ainda, que tentou fugir e, "assustada pegou o canivete na bolsa", afirmando que o ex pulou sobre ela para imobilizá-la e acabou se lesionando. Questionada sobre ter furado os pneus do carro, a mulher afirmou que não tem envolvimento com o dano e acredita que o próprio ex fez isso para incriminá-la.

Em nota, a PCDF confirmou que a acusada pertence aos quadros da instituição e já responde a Processo Administrativo Disciplinar (PAD) na Comissão Permanente de Disciplina (CPD), a diversos procedimentos na Corregedoria Geral de Polícia (CGP). Informou, ainda, que a servidora está afastada das funções por licença médica. "Ela teve também suas armas recolhidas e a sua restrição será formalmente comunicada ao Juízo", frisou a corporação.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade