UAI
Publicidade

Estado de Minas RIO DE JANEIRO

Começa julgamento do Caso Henry Borel com 63 testemunhas

Menino de quatro anos morreu em março com várias lesões pelo corpo; mãe e padrasto, ex-vereador Dr. Jairinho, são acusados de terem cometido o crime


06/10/2021 10:34

O menino Henry Borel, de quatro anos, que morreu em março
Henry Borel, de quatro anos, morreu em março e os principais suspeitos de tererm cometido o crime são a mãe e o padrasto (foto: Reprodução/Rede Sociais)
Começa, nesta quarta-feira (6/10), no 2° Tribunal do Júri do Rio de Janeiro, o  julgamento sobre a morte do menino Henry Borel . A  criança de 4 anos morreu em março, no Rio de Janeiro .


Ao todo,  serão ouvidas 63 testemunhas de acusação e defesa . Entre elas estão policiais, peritos, familiares e funcionários da casa onde Henry morreu.

Na primeira fase do julgamento, a juíza do caso irá decidir se o casal irá a júri popular. Para isso, a magistrada terá que analisar se há prova da materialidade e indícios suficientes da autoria de crime contra a vida.

Hoje (6/10), devem ser ouvidas 11 testemunhas. Cinco delas não tinham sido localizadas até esta terça-feira (5/10), entre elas a babá Thayná de Oliveira, que relatou ter presenciado agressões de Jairinho a Henry Borel.

Por parte da acusação, o Ministério Público diz que Henry foi espancado até a morte por Jairinho e que a mãe sabia o que estava acontecendo. O laudo da morte da criança aponta 23 lesões pelo corpo incluindo perfurações nos rins e fígado. O casal disse, à época, que o menino caiu da cama.

Pouco mais de 20 dias antes da morte de Henry, a babá da criança avisou Monique, por mensagens, que o menino estava sendo agredido pelo padrasto. Ela estava no salão de beleza e só chegou em casa três horas depois.

Após ser presa, Monique escreveu uma carta da prisão dizendo que o relacionamento com Jairinho era abusivo. Disse que ele era ciumento e agressivo e que chegou a mandar persegui-la e a enforcá-la enquanto dormia.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade