Publicidade

Estado de Minas CRIME

Buscas por Lázaro: polícia já recebeu o equivalente a 250 denúncias por dia

Delegada Paula Meotti afirmou que 90% das denúncias estão relacionadas às opiniões das pessoas, o que atrapalha as investigações


22/06/2021 20:38 - atualizado 22/06/2021 20:56

Há 14 dias centenas de oficiais estão em busca de Lázaro Barbosa Sousa (foto: Minervino Júnior/ CB/D.A Press )
Há 14 dias centenas de oficiais estão em busca de Lázaro Barbosa Sousa (foto: Minervino Júnior/ CB/D.A Press )
A Polícia Civil do Estado de Goiás (PCGO) recebeu mais de 3,5 mil denúncias acerca de Lázaro Barbosa Sousa, 32 anos – o equivalente a 250 por dia – desde o começo da caça pelo suspeito de assassinar uma família no Distrito Federal, manter reféns e aterrorizar moradores do DF e Entorno.

Em coletiva de imprensa, a delegada Paula Meotti, chefe da assessoria de imprensa da PCGO, afirmou que 90% dessas denúncias estão relacionadas às opiniões das pessoas.

“O que foi levantado é que a maioria dessas informações não têm utilidade para a polícia. São mais opiniões e pessoas falando como deveria ser o trabalho da polícia, e palpites”, frisou.

De acordo com a investigadora, situações como essa atrapalham a operação: “Estamos lidando com um caso sério e muito grave. Toda informação que chega é checada e analisada. Pedimos para que as pessoas só denunciem quando tiverem algo concreto, como avistamentos, ou alguém que o conheça (Lázaro). Mas evitem narrativas embasadas em suposições”.

Buscas


Peritos da PCGO recolheram, na tarde desta terça-feira (22/6), um lençol de cor clara sujo de terra, a princípio sem marcas de sangue aparente, e um serrote de cerca de um metro de comprimento em local perto de onde as buscas por Lázaro Barbosa de Sousa estão concentradas.

Ele é acusado de assassinar a família Vidal, em 9 de junho, no Incra 9, em Ceilândia Norte, e é procurado por forças de segurança federais, do DF e de Goiás há 14 dias.

Os objetos estavam próximos um do outro e foram encontrados em uma área de mata próxima a uma residência na expansão de Águas Lindas, a 4km da cidade.

A casa também é localizada perto do distrito de Girassol (GO).

O lençol e o serrote estavam em sacos plásticos transparentes. Os agentes não informaram se os objetos foram encontrados após denúncia, nem se há ligação com Lázaro.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade