Publicidade

Estado de Minas PANDEMIA

Butantan desmente fake news: vacinas não têm ímãs

Circularam nas redes sociais vídeos que alegam a presença de magnetismo em pessoas que foram vacinadas contra a COVID


10/06/2021 15:03 - atualizado 10/06/2021 15:29

No fim de tarde de ontem, quarta-feira (9/6), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) liberou a autorização para a pesquisa clínica da vacina Butanvac, do Instituto Butantan(foto: Butantan/Reprodução)
No fim de tarde de ontem, quarta-feira (9/6), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) liberou a autorização para a pesquisa clínica da vacina Butanvac, do Instituto Butantan (foto: Butantan/Reprodução)
O Instituto Butantan usou as redes sociais, nesta quinta-feira (10/6), para desmentir algumas notícias falsas sobre as vacinas contra a COVID-19. 


“É falso que as vacinas contra COVID-19 contêm ímãs e podem gerar magnetismo após a aplicação, conforme alegam vídeos que circulam em redes sociais”, explicou o Butantan.  “Alguns veículos de checagem já divulgaram que se trata de fake news. O Butantan repudia a disseminação de notícias falsas”, finalizou.



Circularam nas redes sociais, vídeos que alegam a presença de magnetismo em pessoas que receberam vacinas contra a COVID. As vacinasnão produzem magnetismo nem contêm ímãs, de acordo com fabricantes e especialistas no desenvolvimento dos imunizantes.

No fim de tarde dessa quarta-feira (9/6), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) liberou a autorização para a pesquisa clínica da vacina Butanvac, do Instituto Butantan. O imunizante é 100% brasileiro, e com isso, os testes com a vacina em humanos poderão ter início no Brasil.
 
 
* Estagiária sob supervisão da subeditora Ellen Cristie.  


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade