Publicidade

Estado de Minas VIOLÊNCIA

Mãe é investigada por torturar filho de 14 anos

Imagens que circulam pelas redes sociais mostram o adolescente gritando e chorando amordaçado enquanto a mãe raspa o cabelo e a sobrancelha dele


01/03/2021 18:07 - atualizado 01/03/2021 18:16

Imagens publicadas nas redes sociais chegaram ao conhecimento do Conselho Tutelar(foto: Redes Sociais/Reprodução)
Imagens publicadas nas redes sociais chegaram ao conhecimento do Conselho Tutelar (foto: Redes Sociais/Reprodução)
Uma mãe está sendo indiciada por torturar o filho de 14 anos no município de Rio Preto da Eva, no Amazonas. Imagens que circulam pelas redes sociais mostram a mulher raspando o cabelo e as sobrancelhas do adolescente enquanto o xingava. Ambos tiveram a identidade preservada.

O caso ocorreu em 21 de fevereiro, mas a polícia só teve acesso ao vídeo no sábado (27/2). Nas imagens, é possível ver um homem segurando o menino, que chorava e gritava enquanto estava amordaçado.

Uma sobrinha da mulher, de 12 anos, filmou as agressões.

A tortura chegou ao conhecimento da polícia quando um conselheiro tutelar assistiu ao vídeo em uma rede social.

Os policiais, então, iniciaram as diligências com o apoio do Conselho Tutelar e do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), e conseguiram localizar a mãe.

Tráfico de drogas


A mulher alegou em depoimento que praticou as torturas pelo fato de o adolescente estar supostamente envolvido com o tráfico de drogas da região.

Segundo ela, no dia anterior ao fato, ele pegou a motocicleta da família por volta das 17h, e voltou apenas no outro dia, apresentando-se bastante agressivo.

De acordo com o delegado titular da 36ª DIP, Henrique Brasil, houve ainda a participação de uma terceira pessoa que está sendo investigada pela equipe policial.

O adolescente está sob cuidados do Conselho Tutelar daquele município.

Como não houve flagrante, a mulher foi ouvida e indiciada pelo crime de tortura.

Um inquérito policial foi instaurado para investigar o caso e, assim que for finalizado, será encaminhado à Justiça.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade