Publicidade

Estado de Minas RACISMO

Hamilton lamenta morte de João Alberto: "Mais uma vida preta perdida"

João Alberto Silveira Freitas, homem negro de 40 anos, foi espancado e morto por dois homens brancos em uma unidade do supermercado Carrefour, em Porto Alegre (RS)


21/11/2020 19:28

(foto: Arquivo Pessoal)
(foto: Arquivo Pessoal)

O automobilista britânico Lewis Hamilton, sete vezes campeão mundial de Fórmula 1, lamentou neste sábado (21/11), a morte de João Alberto Silveira Freitas, um homem negro de 40 anos. Beto, como era conhecido, foi espancado e morto por dois homens brancos em uma unidade do supermercado Carrefour em Porto Alegre (RS), na noite do dia 19.
"Devastado ao ouvir essa notícia, outra vida preta perdida mais uma vez. Ainda está acontecendo e nós temos que lutar para impedir que isso continue. Estou enviando todos os meus pensamentos e orações para você, Brasil. Descanse em paz João Alberto Silveira Freitas", escreveu Hamilton em uma publicação no Instagram, junto com a foto de um protesto.



A morte de João Alberto gerou muita revolta e protestos não só em Porto Alegre, mas também em outras capitais, como São Paulo. O caso também está gerando uma série de manifestações pelas redes sociais.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade