Publicidade

Estado de Minas ASSÉDIO

Motorista de aplicativo invade batalhão da PM depois de ser assediado sexualmente

Condutor estava com passageiros que, no trajeto, teriam feito perguntas indecentes e insinuações sexuais


21/07/2020 09:12

Assustado, o motorista invadiu o 4º Batalhão da PMDF em busca de ajuda(foto: Daniel Ferreira/CB/D.A Press)
Assustado, o motorista invadiu o 4º Batalhão da PMDF em busca de ajuda (foto: Daniel Ferreira/CB/D.A Press)
Um motorista de transporte por aplicativo invadiu o 4ª Batalhão da Polícia Milita, no Guará, no Distrito Federal, depois de atender a um chamado de passageiros, que tinham como destino a Rodoviária Interestadual.

Durante o trajeto, no entanto, os clientes passaram a constranger o condutor, fazendo perguntas indecentes, com insinuações sexuais. Assustado, o motorista entrou no batalhão com o veículo. Um dos passageiros ofendeu o rapaz e chegou a ameaçá-lo, mesmo na presença dos policiais. Ele recebeu voz de prisão por injúria.

Inconformado, ele partiu para cima dos militares com socos e pontapés. Para contê-lo, os policiais tiveram de usar a força. Um dos militares teve o dedo polegar direito lesionado e o pulso aberto, outro sofreu lesão no dedo indicador da mão esquerda. 

A mulher, que acompanhava o homem, proferiu xingamentos contra os profissionais de segurança e recebeu voz de prisão por desacato. Os militares foram encaminhados ao Instituto de Medicina Legal (IML) para exames de corpo de delito. Os passageiros foram conduzidos à 1ª Delegacia de Polícia (Asa Sul) para registro e autuação por desacato, injúria, resistência, difamação e lesão corporal.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade