Publicidade

Estado de Minas CORONAVÍRUS

Com COVID-19, Bolsonaro conta como se sente e volta a falar sobre cloroquina

Presidente da República foi diagnosticado com coronavírus no dia 7 de julho


postado em 13/07/2020 19:05 / atualizado em 13/07/2020 19:52

Em raro momento, Bolsonaro aparece usando máscara(foto: TV Brasil)
Em raro momento, Bolsonaro aparece usando máscara (foto: TV Brasil)
Diagnosticado com COVID-19 no dia 7 de julho, o presidente Jair Bolsonaro contou como tem se sentido nos últimos dias. Bolsonaro disse que teve febre em apenas uma ocasião e que, após tomar hidroxicloroquina, passou a se sentir melhor.

“Estou muito bem. Tive um pequeno problema na segunda-feira, com temperatura de 38 graus, um pouco de febre e mal estar, canseira e um pouco de dor no fundo dos olhos. Fui medicado às 17h. Tomei hidroxicloroquina, devidamente prescrita pelo médico. No dia seguinte já estava bom, como estou até hoje”, disse o presidente em entrevista à CNN Brasil nesta segunda-feira.

Apesar da 'campanha' feita por Bolsonaro a favor da cloroquina e da ampliação de seu uso pelo Ministério da Saúde, inclusive para casos leves de COVID-19, não há comprovação científica de que o medicamento tenha efeito no combate à doença causada pelo coronavírus. Além disso, a cloroquina e a hidroxicloroquina podem causar efeitos colaterais graves como distúrbios de visão, irritação gastrointestinal, alterações cardiovasculares e neurológicas, cefaleia, fadiga, nervosismo, prurido, queda de cabelo e exantema cutâneo.

Alimentação normal

Bolsonaro disse ainda que tem se alimentado normalmente e que não teve perda de paladar. Segundo ele, gostaria até de fazer uma caminhada, se fosse possível.

Não senti perda de paladar. Tenho almoçado e jantado sem problemas. Estava preocupado com isso, porque o pessoal diz que é um dos sintomas mais importantes, mas eu não perdi o paladar. Estou sem problemas. Gostaria até de dar uma caminhada aqui, mas a recomendação é não fazer”, afirmou.

Isolamento parcial

O presidente está despachando do Palácio da Alvorada e afirmou que as pessoas que tem contato com ele já teriam anticorpos, por já terem tido diagnóstico de COVID-19 anteriormente.

“Raramente alguém vem despachar comigo. Quem está do meu lado aqui, pelo que ei tenho conhecimento, todos já tiveram COVID, então já têm anticorpos, apesar dos cuidados que tem, máscaras e distancia social. Esta tudo muito bem conduzido para que eu não transmita para ninguém. Sigo os protocolos e aguardo o dia de voltar à minha atividade normal”, declarou.

Novos exames

Bolsonaro deve se submeter a um exame de PCR nesta terça-feira para avaliar se está livre do vírus e se já poderá retornar à sua rotina normal de atividades.

“De manhã a gente faz um controle diário. Estou com febre sempre abaixo de 37 graus, saturação na média 98, sangue tem dado normal também. Estou alternando agora a coleta de sangue. Amanha está previsto um novo exame. Se estiver tudo bem, eu volto ao trabalho. Caso contrário, espero mais alguns dias.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade