Publicidade

Estado de Minas 'A GENTE PERDEU TUDO'

'Se a gente se arrepende de alguma coisa é de ter saído de casa', diz mulher que discutiu com fiscal

Nívea del Maestro revelou em entrevista ao G1 que o casal está sendo 'linchado' e 'escorraçado' após a divulgação das imagens do episódio, no Rio


postado em 09/07/2020 17:33 / atualizado em 09/07/2020 18:59

(foto: Reprodução/TV Globo )
(foto: Reprodução/TV Globo )

A engenheira química Nívea Del Maestro que discutiu com um fiscal durante inspeção a um bar na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio, na semana passada, negou estar arrependida. 

"Não é bem arrependimento a palavra. Acho que hoje eu posso reconhecer a minha alteração de voz e o meu tom talvez pode ter sido muito mal interpretado e, realmente, é um tom que parece ser agressivo quando está fora de contexto", disse em entrevista ao G1 publicada nesta quinta-feira. 

"Se a gente se arrepende de alguma coisa é de ter saído de casa. Parece que a nossa vida a partir desse momento acabou", emendou.
 
As cenas da discussão foram exibidas no programa Fantástico, da TV Globo, no domingo (5). O episódio ocorreu durante uma ronda da Vigilância Sanitária na noite de sábado (4), na capital fluminense. O casal tentou intimidar o superintendente de Fiscalização e Controle de Zoonoses da Prefeitura do Rio de Janeiro, Flávio Graça.

“A gente paga você, filho. O seu salário sai do meu bolso”, afirmou a mulher enquanto o marido filmava. “Cadê sua trena? Quero saber como você mediu sem trena”, debochou o homem. O fiscal então respondeu: “Tá, cidadão”, e foi surpreendido pela fala da mulher: “Cidadão, não. Engenheiro civil, formado. Melhor do que você”.  O episódio causou revolta nas redes sociais.

À reportagem do G1, Nívea afirmou que não teve a intenção de humilhar o fiscal. "O que eu quis naquele momento não foi de forma alguma humilhar aquela pessoa. Eu não conheço aquela pessoa. Ali, eu estava nervosa e queria defender meu marido", disse.

Afirmou ainda que o casal está sendo "linchado" e "escorraçado" após a divulgação das imagens.

"Não foi agressão de forma alguma. Podem achar que eu me excedi, podem achar que (ô, ela gritou com o cara), mas não foi nada disso, foi dentro de um contexto que infelizmente esse contexto inteiro não foi mostrado no vídeo", pontuou.

Engenheira foi demitida


Com a repercussão do caso, a Taesa, empresa privada do setor de energia onde a engenheira trabalhava anunciou a demissão da funcionária alegando que ela "desrespeitou a política vigente na empresa"

O marido de Nívea, o engenheiro Leonardo Santos Neves de Barros, detalhou a vida do casal após a divulgação das imagens. "Desde domingo a gente não dorme, estamos tomando remédio para dormir, a gente não come, a gente não para de chorar em casa", contou. 

Por fim, Nívea classificou a repercussão do caso como desproporcional. "É uma condenação absurda. A gente perdeu tudo. A gente vai ter que se mudar, a gente nem sabe o que vai fazer da vida agora", finalizou.     


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade