Publicidade

Estado de Minas CRISE POLÍTICA

'Teich saiu por questões de foro íntimo', diz Braga Netto

Ministro da Casa Civil fez a declaração durante entrevista coletiva no Palácio do Planalto


postado em 15/05/2020 22:22

Braga Netto: 'O ministro Teich saiu por questões de foro íntimo'(foto: José Dias/PR)
Braga Netto: 'O ministro Teich saiu por questões de foro íntimo' (foto: José Dias/PR)
O ministro da Casa Civil, Walter Braga Netto, afirmou nesta sexta-feira (15/05) durante entrevista coletiva no Palácio do Planalto que o ministro da Saúde, Nelson Teich, pediu demissão da pasta por uma decisão de “foro íntimo”.

O ministro Teich saiu por questões de foro íntimo. São posições diferentes. O presidente não ignora a ciência, ele segue os protocolos. Ele tem uma visão diferente [sobre] qual é o protocolo a ser seguido e a questão do ministro Teich é uma questão realmente de foro íntimo”, apontou.

O ministro da Secretaria do Governo, Luiz Eduardo Ramos, endossou o motivo da exoneração a pedido.  “O general Pazuello vai ficar interino e está tocando o ministério. Como disse o ministro Braga Netto, conversei com o ministro Nelson Teich e ele estava sereno, decisão de foro íntimo. Aliás, ele na coletiva falou ‘a vida é feita de escolhas’ e ele escolheu sair, simples assim”, disse Ramos.

Também presente na coletiva, o ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que é normal o pedido de demissão quando ocorrem divergências entre o presidente e o ministro.

“Se tem um presidente que tem uma orientação e o ministro tem outra, quem tem voto é o presidente. Então, quem sai é o ministro. Isso é absolutamente natural, não há nada de anormal.

O anormal seria sair o presidente porque o ministro quer fazer o que o presidente não quer”. Segundo Guedes, a rotatividade no governo Bolsonaro é muito menor do que a de ‘governos anteriores’.

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade