Publicidade

Estado de Minas

Campanha tenta salvar vida de modelo brasileira hospitalizada nas Filipinas

Milla Machado contraiu meningite bacteriana e está internada em estado grave. O custo do tratamento é de US$ 3.200 por dia


postado em 22/11/2018 19:50 / atualizado em 22/11/2018 20:25

 
Uma campanha movimenta as redes sociais para tentar salvar a vida de uma modelo brasileira. Milla Raissa Machado, de 19 anos, está internada desde o dia 17, em estado grave, nas Filipinas, com meningite bacteriana. 

A modelo é natural de Blumenau (SC) e estava passando uma temporada no continente asiático. A jovem havia passado pela Índia, foi para Manila, capital das Filipinas, e seguiria para Guangzhou, na China.
(foto: Reprodução/ Instagram)
(foto: Reprodução/ Instagram)

No início da semana passada, a modelo começou a reclamar de dor de cabeça e de garganta e se medicou apenas com analgésicos. No entanto, a dor aumentou até que ela teve uma convulsão em sua casa. A jovem foi encontrada caída no chão por seu namorado, Guilherme Matsunaga - jogador de futebol em um time da cidade. 

Após vários exames feitos no hospital, Milla Machado foi diagnosticada com meningite bacteriana, doença grave e fatal. Ainda não se sabe como ela pode ter entrado em contato com a bactéria.

Segundo o agente da modelo, Dangelo Peixer, a jovem não teria renovado seu seguro de viagem, o que gerou altos custos à família. Contudo, seus pais e os irmãos não teriam condições de bancar o tratamento de Milla, que custa em torno de US$ 3.200 por dia. 

Desde então, amigos da modelo iniciaram uma campanha de arrecadação de fundos para garantir seu tratamento. De acordo com Peixer, uma festa beneficente organizada por profissionais da moda, na própria cidade filipina, contribui para a arrecadação. “A campanha foi tão divulgada que uma pessoa nos ligou disponibilizando um avião com ambulatório para transportá-la de volta para o Brasil”, contou o agente da modelo. 

Além disso, a campanha ajudou Milla a ser transferida a um hospital melhor, já que o que ela estava antes não tinha estrutura necessária. Ao todo, já foram arrecadados aproximadamente R$ 50 mil, o que é pouco tendo em vista o custo total do tratamento.

A embaixada brasileira, que acompanha a situação da modelo, informou que Milla tem apresentado melhoras significativas. Ela já pode movimentar o pescoço com certa facilidade e se mostra mais consciente do que ocorre à sua volta. Ela, inclusive, foi capaz de responder a um dos comandos da médica.

Quer contribuir para a campanha de Milla? Acesse a vaquinha criada por seus amigos.

*Estagiário sob supervisão da subeditora Rachel Botelho

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade