UAI
Publicidade

Estado de Minas CRIME

Polícia apura falsificação de atestados em Uberaba

Documentos foram emitidos no nome de médicos de UPAs do município e utilizados por funcionários de uma rede de supermercados


06/08/2022 13:53 - atualizado 06/08/2022 15:21


Atestados médicos falsificados
Ontem (5/8) a Funepu protocolou junto à PC um pedido de investigação contra supostos atestados médicos falsos (foto: Funepu/Divulgação)
 
A Polícia Civil de Uberaba, no Triângulo Mineiro, instaurou nesta sexta-feira (5/8) um inquérito para apurar supostas falsificações de sete atestados médicos, que utilizaram os nomes de quatro médicos que atuam nas unidades de Pronto Atendimento São Benedito e Parque do Mirante.
 
Por meio de suas redes sociais, a Fundação de Ensino e Pesquisa de Uberaba (Funepu), que administra as UPAs, afirmou que recebeu um pedido de verificação de autenticidade de atestados médicos de uma rede de supermercados da cidade, na última semana de julho.
 
“Foram identificados sete atestados falsificados em nome de três funcionários. Dos quatro médicos que tiveram seus nomes usados na falsificação dos documentos, apenas dois são plantonistas nas UPAs mas, no entanto, não estavam em atendimento no dia e horário descritos nos atestados”, explicou a nota.
 
A assessoria jurídica da Funepu protocolou um pedido de investigação contra os supostos atestados médicos falsos. “O requerimento solicita providências quanto às falsificações, considerando que elas podem ser enquadradas em pelo menos dois crimes pela Legislação Penal Brasileira. A lista inclui o crime de falsificação de documento público e o uso de documento falso”, complementou nota da Funepu.
 
Posicionamento da PCMG
 
Por meio de nota, a PolíciaCivil confirmou que foi instaurado procedimento para a apurar a falsificação, mas não confirmou se alguém havia sido detido até o momento. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade