UAI
Publicidade

Estado de Minas REDUÇÃO

Passagem de ônibus de Nova Lima custará R$ 2 a partir de domingo

Redução atinge todas as linhas de ônibus da cidade, exceto as inter-municipais; subsídio à empresa que administra o transporte público será de R$ 17 milhões


05/08/2022 16:17 - atualizado 05/08/2022 16:53

Ônibus da linha Bela Fama/A.Gaia em meioa ao trânsito, em Nova Lima.
Objetivo, segundo a prefeitura, é aliviar o orçamento das famílias, estimular a economia local e atrair novos moradores e empresas para a cidade. (foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press)
Os ônibus municipais de Nova Lima, na região metropolitana de Belo Horizonte, começam a circular com a tarifa única de R$ 2 a partir deste domingo (7/8). A medida foi proposta pela Prefeitura de Nova Lima e aprovada pela Câmara dos Vereadores em julho, e reduzirá em até 66% os valores das passagens vigentes hoje – que variam entre R$4,35 e R$5,85.
 
 
A Lei Municipal 2.920, publicada em 19 de julho, aprovou a concessão de subsídios à empresa que administra o transporte público da cidade, a Via Ouro, e estabeleceu que o preço da tarifa será definido por decretos da prefeitura. Em 27 de julho, o decreto fixando a tarifa de R$2,00 foi publicado, e entra em vigor a partir das 0 horas deste domingo.
 
O subísidio será de até 17 milhões ao ano. O valor será repassado mensalmente à empresa, com base na ocupação dos ônibus e demais custos da empresa no mês de referência.
 
A frota de ônibus vai receber quatro novos veículos operantes e dois reservas. A prefeitura espera que o novo preço estimule a integração das regiões na cidade, o que pode impactar a demanda. As linhas Água Limpa, Jardim Canadá, Fiat – Biocor, Alphaville, Bela Fama e Honório Bicalho também serão ampliadas, com mais horários.
 

Economia

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico da cidade elaborou um estudo sobre o impacto da medida. Na projeção, uma família de quatro pessoas, na qual três delas usam o transporte público para ir ao trabalho e à escola, a economia seria de mais de R$4.000 em um ano.
 
Para os empregadores, a projeção também é animadora. Para uma empresa situada na Vila da Serra, com 22 funcionários que moram na região central de Nova Lima, a economia seria de até 54,5% no pagamento do vale-transporte aos trabalhadores, comparado com os preços de hoje.
 
A medida também estimula, de acordo com a prefeitura, a contratação de mão de obra local. Em comparação com um trabalhador de outros municípios próximos, o custo do vale-transporte com um morador de Nova Lima seria de 55,5% a 78% a menos por mês.
 
“Do ponto de vista macro, essa ação impulsiona o desenvolvimento da nossa cidade e promove a integração entre os quatro cantos do município. Tenho certeza de que vai mudar a vida do nova-limense”, afirmou o prefeito João Marcelo Dieguez.
 
*estagiário com supervisão do subeditor Diogo Finelli.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade