UAI
Publicidade

Estado de Minas DINHEIRO

Polícia investiga origem de R$ 644 mil encontrados em mala

O caso aconteceu em Nova Era, Região Central de Minas Gerais. De acordo com dono do veículo onde estava o valor, dinheiro seria utilizado para compra de gado


05/07/2022 19:59 - atualizado 05/07/2022 20:03

Polícia Civil ouviu os envolvidos e investiga o caso
Polícia Civil ouviu os envolvidos e investiga o caso (foto: PCMG/Divulgação)
A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) abriu investigação para apurar a origem de R$ 644 mil encontrados dentro de uma mala, na última semana, em Nova Era, Região Central de Minas Gerais.
 
Na ocasião, os homens que dirigiam o carro em que o montante foi encontrado foram encaminhados à delegacia por suspeita de lavagem de dinheiro.
 
O valor foi encontrado após uma viatura da Polícia Rodoviária Federal (PRF), que fazia patrulhamento na BR-381, no município de Nova Era, ver uma Toyota Hilux SW fazer uma ultrapassagem em local proibido na altura do quilômetro 332.
  
 
Os policiais, então, deram ordem de parada ao carro. Quando inspecionaram os itens obrigatórios do veículo, encontraram uma mala cheia de dinheiro, com notas de R$ 20, R$ 50, R$ 100 e R$ 200.
 
De acordo com o dono do automóvel, um homem de 38 anos, o valor chegaria a R$ 640 mil.
 
O proprietário do carro disse ainda ser um empresário de Itabuna, na Bahia, e que usaria o dinheiro para comprar gado em feiras agropecuárias em Minas Gerais, em municípios como Santo Antônio do Jacinto e Governador Valadares.
  
 
Tanto o dono do veículo, como o passageiro que vinha com ele foram levados à Delegacia de Polícia Civil em João Monlevade para prestar esclarecimentos sobre a origem do dinheiro.
 
Lá, a contagem feita mostrou que o montante era de exatos R$ 644.450,00.
 
O dinheiro foi retido pela polícia e encontra- se à disposição da Justiça.
 
Os suspeitos foram ouvidos e liberados, e uma investigação foi aberta.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade