UAI
Publicidade

Estado de Minas BH MAIS CONECTADA

Vilas e favelas de BH terão internet gratuita

Serão 117 comunidades beneficiadas por projeto da prefeitura da capital; programa também prevê doação de computadores


23/06/2022 12:01 - atualizado 23/06/2022 12:56

Na foto, representantes da Prefeitura aparecem sentados durante apresentação da segunda etapa do programa
Prefeitura anunciou hoje segunda etapa do projeto, que irá levar internet grátis aos moradores de vilas e favelas de BH (foto: Jair Amaral/EM/D.A.Press)
Moradores de 117 vilas e favelas de Belo Horizonte devem receber acesso gratuito à internet nos próximos meses. A Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) anunciou, nesta quinta-feira (23), o início da segunda etapa do projeto, que já levou internet gratuita para 101 comunidades de BH.

Atualmente, segundo a Empresa de Informática e Informação do Município (Prodabel), mais de 43 mil pessoas acessam a internet dessas localidades. “Hoje entregamos a primeira etapa do projeto, com 101 vilas e favelas iluminadas pelo sinal de WI-FI. Vamos expandir os pontos de conectividade para todas as 218 vilas e favelas da capital. Vai funcionar dentro da casa das pessoas”, afirma Leonardo Garcia, diretor presidente da Prodabel.

A nova etapa também traz mudanças no formato dos cursos profissionalizantes oferecidos pelo programa. “Será integrado com empresas que tem demanda de profissionais de tecnologia para oferecer uma experiência de aprendizagem mais rica. Vamos lutar para que a pessoa já saia do processo empregada”, conta Garcia.

De janeiro a maio deste ano, a iniciativa já formou mais de 1800 alunos. “A ideia não é levar apenas internet, mas proporcionar a inclusão digital baseada em capacitação. Além do uso, queremos que as pessoas sejam criadoras de tecnologia”, afirma o diretor presidente da Prodabel.

Com a implantação do projeto, a Prefeitura espera gerar emprego e renda. Segundo o prefeito Fuad Noman, o programa será importante na formação de novos talentos para trabalhar no setor de tecnologia da informação. "Temos mais de 370 mil vagas de especialista na área. Estamos formando essas pessoas para ocupar esses cargos", afirmou.

Inclusão digital


Morador da Pedreira Prado Lopes, Gleidson Santos, de 51 anos, comemora a internet gratuita. “Não é todo mundo que tem condições de pagar internet, apesar de ter um celular”, conta. Segundo ele, o serviço chegou na comunidade há cerca de 15 dias. “A internet mostra o mundo para nós”, disse.

A iniciativa também prevê a doação de computadores ou dispositivos móveis para os domicílios que não têm equipamentos de acesso à internet. “Esses computadores eram lixo eletrônico e passaram por um processo de recondicionamento. Hoje vão servir à inclusão digital de BH”, conta o diretor presidente da Prodabel.

Na primeira etapa, o programa disponibilizou 45 mil tablets para os alunos utilizarem durante os cursos de capacitação e foram doados mais de mil computadores para instituições carentes da comunidade.

O programa também tem parceria com a rede municipal para oferecer aulas de programação a crianças. “Temos feito várias oficinas muito legais, com crianças a partir de 4 anos, para apresentar o mundo da tecnologia e novas possibilidades de profissões que eles nunca poderiam imaginar”, afirma Garcia.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade