UAI
Publicidade

Estado de Minas CASO SUSPEITO

Minas investiga o 1º caso suspeito de varíola dos macacos, em Uberlândia

Paciente morreu em um hospital privado da cidade do Triângulo Mineiro. Esse é o primeiro caso suspeito de varíola dos macacos no estado


13/06/2022 14:08 - atualizado 14/06/2022 00:56

Imagens de microscópio da varíola
Casos suspeito é investigado pela Fundação Ezequiel Dias (Funed) (foto: Reprodução/Agência Brasil/Cynthia S. Goldsmith)
Um possível caso de varíola dos macacos em Uberlândia é investigado pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG). Esse é o primeiro caso suspeito em Minas. O paciente morreu no fim de semana, e tanto a pasta do Estado quanto a Secretaria Municipal de Saúde confirmaram a investigação. Há três casos da varíola confirmados no Brasil, sendo dois em São Paulo (SP) e um em Porto Alegre (RS).
 
O caso em investigação no Triângulo Mineiro é de um homem de 41 anos que estava internado em um hospital privado em Uberlândia, onde morava. Ele trabalhava na cidade vizinha de Araguari como policial penal.

Como ainda não foi confirmada a contaminação pela varíola dos macacos, também não foi divulgada informação sobre possível forma de contágio.
 
O corpo será liberado pelo Instituto Médico-Legal (IML) e há protocolos rígidos quanto ao sepultamento, que seguem parâmetros semelhantes aos da COVID-19, como urna lacrada e sem velório.
 
A Secretaria de Saúde de Uberlândia informou que as equipes da Vigilância Epidemiológica estão acompanhando o caso desde o começo e que acolheram amostras laboratoriais, que foram encaminhadas à Fundação Ezequiel Dias (Funed).

A Secretaria de Saúde de Araguari informou, também por meio de nota, que a equipe médica do local de trabalho do homem em investigação de suspeita de varíola dos macacos foi orientada a seguir todos os protocolos de segurança.

Casos de varíola dos macacos no Brasil 

O caso mais recente da doença no Brasil foi confirmado na noite desse domingo (12/6). O Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde do Rio Grande do Sul notificou uma ocorrência de “caso importado” da varíola dos macacos. É o terceiro no Brasil.

O diagnóstico laboratorialmente foi dado pelo Instituto Adolf Lutz de São Paulo. Trata-se de um paciente residente em Porto Alegre, do sexo masculino, de 51 anos, que viajou para Portugal, com retorno ao Brasil no dia 10 deste mês.
 
“O paciente está em isolamento domiciliar, junto com os seus contatos, apresenta quadro clínico estável, sem complicações e está sendo monitorado pelas secretarias de Saúde do estado e do município”, diz nota divulgada pelo Ministério da Saúde.
 
O ministério acrescenta que “todas as medidas de contenção e controle foram adotadas imediatamente após a comunicação de que se tratava de um caso suspeito de monkeypox (varíola dos macacos, em inglês), com o isolamento do paciente e rastreamento dos seus contatos, tanto nacionalmente quanto do voo internacional, que contou com o apoio da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa)”. 

Dois casos confirmados em São Paulo

A Secretaria de Saúde de São Paulo confirmou, no dia 11, o segundo caso de varíola dos macacos no Estado. A doença foi detectada em um homem, de 29 anos, que está isolado em sua residência em Vinhedo, no interior do estado.

Antes disso, no dia 9 deste mês, o governo paulista havia confirmado o primeiro caso no país. Era um morador da capital paulista que está internado no Instituto de Infectologia Emílio Ribas, com boa evolução do quadro clínico.



receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade