UAI
Publicidade

Estado de Minas PANDEMIA

Professor da UFMG se recusa a usar máscara e alunos têm aula cancelada

Máscaras são obrigatórias na universidade desde o retorno ao presencial; estudantes relatam que já estavam em sala quando receberam a informação


31/05/2022 13:05 - atualizado 02/06/2022 09:37

 Fachada de prédio da Faculdade de Direito da UFMG
Determinação no plano de retorno da UFMG é de que todos que transitem pelos espaços da universidade devem usar máscaras (foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A Press )

Em mensagens nas redes sociais, alunos da Faculdade de Direito da UFMG divulgaram que as aulas de uma turma do 8° período do curso foram canceladas porque o professor se recusou a usar máscara para entrar na unidade. No texto, encaminhado pelo professor a um aluno, ele diz que foi "impedido de entrar na faculdade" nesta terça-feira (31/5).
 
Captura de tela com mensagens informando do cancelamento das aulas
Alunos da UFMG tiveram aulas canceladas nesta terça-feira (31) por professor se recusar a usar máscara (foto: Redes sociais )


De acordo com relato dos alunos, eles já estavam em sala de aula às 7h50, quando receberam a informação sobre o cancelamento. "Muita gente sai de longe para assistir às aulas, de bairros distantes e até de outras cidades", conta um estudante, que não quis se identificar. 

Segundo o plano de retorno presencial da Universidade, o uso de máscaras é obrigatório em todos os espaços da UFMG, para todas as pessoas. "No caso de uma pessoa estar sem máscara em ambiente de trabalho ou sala de aula, ela deve ser comunicada da obrigatoriedade do uso ou convidada a se retirar do ambiente", diz o documento.

Em Belo Horizonte, o uso de máscara se tornou facultativo na cidade desde o dia 28 de abril, em locais abertos e fechados. Em Minas, a determinação ocorreu a partir do dia 1° de maio. 

A UFMG ainda não se pronunciou sobre o caso.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade