UAI
Publicidade

Estado de Minas de cianose central

Natural do Sul de Minas, padre da Canção Nova morre aos 41 anos

Sacerdote nasceu em Borda da Mata e foi criado na zona rural de Ouro Fino; ele deu entrada no hospital nesta quinta-feira (19/5), mas não resistiu


19/05/2022 20:18 - atualizado 19/05/2022 20:44

Imagem do padre Leandro Paulo do Couto
O padre nasceu em Borda da Mata e cresceu em Ouro Fino, no Sul de Minas (foto: Divulgação / Canção Nova)

 
Morreu nesta quinta-feira (19/5), o padre Leandro Paulo do Couto, membro da comunidade Canção Nova, Missão de Cachoeira Paulista/SP. Ele era natural de Borda da Mata, no Sul de Minas, mas foi criado no bairro rural Mandu, em Ouro Fino, na mesma região, onde sua família reside.
 
De acordo com a Canção Nova, o padre deu entrada no Centro Médico Padre Pio, em Cachoeira Paulista (SP), no fim da manhã desta quinta-feira (19/5), com um quadro de cianose central. Isso ocorre quando o sangue, com baixa concentração de oxigênio, chega nas artérias. Após sucessivas manobras de reanimação cardiopulmonar, o padre não resistiu e veio a óbito às 11h03.
 
Na Semana Santa deste ano, ele colaborou com a paróquia São Francisco de Paula e Nossa Senhora de Fátima, em Ouro Fino. O velório aconteceu no Santuário do Pai das Misericórdias (Av. Canção Nova, 500A – Alto da Boa Vista, Cachoeira Paulista).

Às 16h foi celebrada uma missa de corpo presente. Após a celebração, o corpo foi encaminhado para a terra natal do sacerdote, Borda da Mata (MG), onde será sepultado.
 

História


O Padre Leandro Paulo do Couto nasceu no dia 11/04/1981, em Borda da Mata (MG). Ingressou na Comunidade Canção Nova em 2007 no modo de compromisso do Núcleo. Ordenado diácono em 20 de dezembro de 2015 e presbítero em 2016, Padre Leandro era um grande divulgador das histórias dos santos da Igreja. Abdicou de dedicar a si próprio o conteúdo do instagram pessoal para dedicar à promoção das frases e ensinos de santos.

Um dos mais queridos era Padre Pio, que teve um papel determinante na sua história vocacional, como ele mesmo contou antes de sua ordenação: “estava em casa, no horário do almoço, e liguei a TV na Canção Nova. Padre Roberto Lettiere estava pregando sobre a vida de Padre Pio. Meu coração se abrasou, e não tive mais dúvidas de que o Senhor estava me chamando ao sacerdócio”, disse.
 
O chamado, ainda incerto, o levou a terminar o namoro e procurar acompanhamento e direção espiritual. Tentou ingressar no seminário arquidiocesano de Pouso Alegre (MG) e caminho vocacional dos Redentoristas, mas o Senhor possuía outros planos. Através de uma homilia, vendo a TV Canção Nova, decidiu iniciar o processo de acompanhamento que o levaria a ser ordenado.
 
Imagem do padre Leandro Paulo
Padre Leandro do Couto morreu aos 41 anos em Cachoeira Paulista (foto: Divulgação / Canção Nova)
 

Notas de Pesar


“A Comunidade Canção Nova se une à família do Padre Leandro suplicando a Deus o consolo e a força da esperança da Ressureição e pede que o Pai das Misericórdias conceda ao nosso irmão, uma santa e feliz ressurreição, no convívio eterno dos santos a quem tanto testemunhou em vida”, escreveu a Canção Nova pelas redes sociais.

“Na certeza de que a morte é iluminada pela esperança de entrar na alegria do seu Senhor, pedimos que a Mãe da Piedade, nossa Padroeira conceda ao Pe. Leandro uma santa e feliz ressurreição e a toda a sua família grande consolação”, escreveu a diocese de Lorena (SP), também nas redes sociais.
 
* Iago Almeida / Especial ao EM


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade